quinta-feira, 16 de abril de 2009


Yehowah é o meu Pastor... יהוה רעי (Salmo 23:1) Comentando a parte gramatical, o verbo “ser”, quando ser diz que Yehowah é pastor, está subtendido, assim poderíamos dizer: “Yehowah [é] meu pastor.” O pronome possessivo é caracterizado pelo י (Hebr.: yod) no fim da palavra. Note o seguinte comentário lingüístico:

O texto hebraico do Salmo 23 contém apenas cinquenta e cinco palavras; "nossas modernas traduções ocidentais utilizam duas vezes este número. Todavia, mesmo ao se traduzir, a economia patente no hebraico original não é desperdiçada. . . . A poesia hebraica é uma linguagem de expressão vívida. . . . O poeta hebreu ajuda-nos a ver, a ouvir, a sentir. As sensações físicas estão frescas e vivas . . . O poeta pensa imaginando quadros, e estes quadros são tirados do âmbito da vida diária, comum a todos os homens.” — An Introduction to the Revised Standard Version of the Old Testament (Introdução à Versão Padrão Revisada do Velho Testamento), 1952, pp. 63, 64.

Para exemplificar a concisão da linguagem poética hebraica, observe o primeiro verso do Salmo 23, conforme se acha em certa tradução. As palavras necessárias, em português, para traduzir cada palavra hebraica estão separadas por uma barra (/):


YHWH/ [é o] meu Pastor./
Nada/ me faltará./


Pode-se ver que o equivalente em português requer oito palavras para traduzir as quatro palavras hebraicas. Suprem-se as palavras “é o” para dar o sentido em português; em hebraico, estão subentendidas.[1]

A palavra vertida por “pastor” vem do verbo רעה (Hebr.: râ‛âh) que significa “supervisionar”, “alimentar”. Ela corre cerca de 8 vezes só nos Salmos. (Sal. 23:1; 28:9; 37:3; 49:14; 78:71, 72; 80:1, 13) Na versão LXX a palavra equivalente grega é ποιμαίνω (Gr.: poimainō)

A Harry H. Smith comenta:

Como pastor experiente Davi sabia como conduzir, alimentar e proteger as ovelhas. Por exemplo, ele corajosamente protegeu as suas ovelhas contra um leão, numa ocasião, e um urso, em outra. (1 Samuel 17:34-36) As ovelhas de Davi confiavam implicitamente nele qual pastor. Mas, na relação de Davi com Deus, o próprio Senhor era o pastor. Visto que Davi se sentia seguro sob o cuidado amoroso de Deus, podia dizer: “o Senhor é o meu Pastor.” Tem você esse sentimento de segurança sob o Grande Pastor? Ele certamente conduz, alimenta e protege seus hodiernos adoradores comparáveis a ovelhas. Além disso, os líderes do povo de Deus são fiéis subpastores amorosos que cuidam zelosamente das ovelhas. — 1 Pedro 5:1-4.

Adam Clark delineia seis pontos relacionados com o pastoreio:

1. Ele leva-os para fora e dentro, a fim de que achem pastagem e segurança.
2. Ele sabe alimentá-los, e no decurso da sua graça e providência leva-os na forma em que eles devem ir.
3. Ele vigia sobre eles, e mantém-nos longe de serem destruídos por devoradoras bestas.
4. Se tiver qualquer extraviado, Ele lhes traz de volta.
5. Ele leva-os à sombra em tempos de calor tórrido, em tempos de perseguição e aflição, Ele se mostra um asilo para eles.
6. Ele toma conta de que não lhes falte nada do que é realmente bom

Podemos dizer que o pastor:

1. Não descansa, para que suas ovelhas possam descansar.
2. Não dorme, para que suas ovelhas possam dormir.
3. Só come depois que elas comerem.
4. Não só combate o perigo, mas nem ao menos deixa o perigo se aproximar.
5. Cuida como a filhos.
6. Provê o que precisam, dando muito mais do que necessitam.
7. Se possível morre, para que elas possam viver.

Nada me faltará. - לא אחסר. O advérbio negativo é לא (Her.: ) Equivalente aqui no texto por “nada”, ou pelo “não” ( “I shall not want” KJV) O verbo traduzido por “faltar” (ASV) ou “carecer” (KJV) é חסר (Hebr.: châsêr) acrescentando no início por razões gramaticais o א este verbo ocorre cerca de 21 vezes no A.T. – Gen. 8:3, 5; 18:28; Exo. 16:18;
[2] Deut. 2:7 “não carecias de nada”; 8:9 “não carecerás de nada”; 15:8 “carece”; 1Rs. 17:14 “não ficará carente”; Nee. 9:21 “não careceram de nada”; Sal. 8:5; 23:1; 34:10; Pro. 13:25; 31:11; Ec. 4:8; 9:8; Ct. 7:2; cf. Isa. 32:6; 51:14; Jer. 44:18; cf. Eze. 4:17.

A versão LXX traduz חסר ela palavra grega υστερέω (Gr.: hustereō) que dentro do texto grego do N.T ocorre cerca de 16 vezes:

Mat. 19:20 “que me falta ainda?” Marc. 10:21 “uma coisa falta a respeito de ti”; Luc. 15:14 “passar necessidade”; 22:35 “careceste de alguma coisa”; Jo. 2:3 “quando o vinho estava escasseando”; Rom. 3:23 “não atingiram a glória de Deus”; 1Cor. 1:7 “não deixaste de atingir nenhum dom”; 8:8 “não teremos méritos”; 12:24 “a parte que tem falta”; 2Cor. 11:5 “nem uma única coisa”, 11.9 “padeci necessidade”; 12:11 “inferior”; Fil. 4:12 “sofrer carência”; Heb. 4:1 “pareça não a ter atingido”; 11:37 “passando necessidade”; 12:15 “seja privado”.

Esta é a idéia principal do salmo, e esta idéia é derivada do fato de que Deus é um pastor. O significado é que, como um pastor, ele faria tudo o que fosse preciso e estaria à disposição para o seu rebanho, e demonstrando toda a atenção adequada a ele. As palavras ‘não faltará’, tal como é aplicado ao salmista, engloba tudo o que pode ser de um bom objetivo e desejo, quer temporal ou espiritual, quer relativo ao corpo ou a alma; quer faça referência ao tempo ou a eternidade. Não há razão para supor que Davi limitava isso as suas necessidades temporais, ou para a vida terrena, mas a idéia é manifestamente que Deus lhe dará tudo o que fosse preciso para sempre. Compare Sal. 34: 9, "Não há carência para os que o temem." Esta idéia entra essencialmente para a concepção de Deus como o pastor de seu povo, que todos os seus verdadeiros desejos serão oferecidos.
[3]

Pense cuidadosamente nessa declaração. Devido ao cuidado amoroso de Deus, não tem você uma tranquila sensação de calma e confiança? Lembra-se do que aconteceu aos israelitas quando peregrinavam no deserto por 40 anos? Ora, Deus proveu-lhes todas as necessidades básicas! Dá-se o mesmo hoje. Os cristãos não carecem de nada. Muitos podem endossar estas palavras inspiradas de Davi: “Eu era joven, também fiquei velho, e, no entanto, não vi nenhum justo completamente abandonado, nem a sua descendência procurando pão.” (Salmo 37:25)







_________
Notas:
[1] Bp-2 Hebraico. Pg. 300
[2] Gottman F.F disse: "É digno de nota que uma das ocorrências da palavra châsêr seja em Êxodo 16.18, onde se relata a provisão de Yehowah fez para o seu povo. Isso mostrar que Deus, sempre em harmonia com a sua vontade e propósito, supre seus servos com as necessidades básicas para a sobrevivência."
[3] Albert Barnes’ notes on the Bible.

3 comentários:

  1. amuuuu a palavra de Deus em especial Sl 23

    ResponderExcluir
  2. pb marceloipacheco27 de julho de 2012 16:16

    a relacao pastor ovelha ovelha pastor vai muito alem dos beneficios que um pode trazer ao outro ou seja aqui o pastor nao esta enteressado nas gorduras e na la da ovelha e a ovelha nao esta ali apenas porque o pastor tem pastagem verdes e aguas frescas para beber mais sim porque esse pastor tem carater e personalidade para cuidar do seu rebanho esse e o noso deus em quem podemos comfiar

    ResponderExcluir
  3. muito bom comentario,fico pensando que nos não aproveitamos as delicias do Senhor,poius ele nos promete que nada nos faltara,e nos ainda vivemos a mendigar pão...vamos acordar!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos