Biblioteca com mais de 5 mil estudos bíblicos gratuitos e centenas de livros evangélicos para baixar em PDF.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Comentário de Marcos

A AUTORIDADE DE JESUS
É CONFIRMADA E CONTESTADA - 1.14-3.6

Por intermédio da pessoa de Jesus, Deus convida homens e mulheres a viverem sob sua direção, como membros de seu reino. Em termos simples, diretos e pessoais, essa vida é descrita pela frase "seguindo a Jesus".

Vemos Jesus em meio às pessoas de seu tempo, acessível e sensível às suas necessidades. Ficamos impressionados e, algumas vezes, chocados com suas palavras. Observamos sua autoridade sobre as forças naturais e sobrenaturais. Enquanto isso, perguntamos: se ele é o Filho Ungido de Deus (como declarado em 1.1, 11), por que não declara a sua identidade aberta¬mente e estabelece o reino de Deus imediatamente? Se os maus espíritos sabem quem ele é, por que Jesus os proíbe de declarar isso? Por que ele é rejeitado pelos líderes religiosos? Tais paradoxos nos confrontam com a questão básica: "Quem exatamente é Jesus?"

Cumprindo seu papel como protetores das tradições de Israel, os líderes religiosos misturam-se à multidão para investigar esse líder popular. Em cinco parágrafos, habilmente formados ao redor de cinco questões (2.1-3.6), Marcos traça a crescente reação negativa a Jesus. Eles avançam de uma posição crítica, no nível de pensamento, para uma acusação aberta de que ele quebra as leis sagradas referentes ao sábado. Concluem sua investigação planejando matar a Jesus.

Jesus é a figura central de toda a narrativa, e os outros são sempre vistos em sua relação com ele. Seus atos despertam interesse, suas palavras provocam respostas. Ninguém pode permanecer neutro. Ao apresentar Jesus dessa maneira, o autor obtém êxito relatando mais do que fatos histó¬ricos. Ele convida seus leitores a responderem as perguntas: "Quem é Jesus?"; e "Estou vivendo sob a direção de Deus?".

JESUS AFIRMA SUA AUTORIDADE 1.14-45

Em Jesus, Deus aproxima-se dos homens, oferecendo àqueles que se arrependem e crêem no evangelho a oportunidade de viverem sob sua orientação. Quatro pescadores respondem ao convite de Jesus e o seguem sem hesitação. Observam sua autoridade ao ensinar e curar, em situações diversas nas quais muitas pessoas seguem a Jesus.





Fonte: Cornerstone Biblical Commentary
0 Deixe seu comentário:
Postar um comentário