terça-feira, 19 de maio de 2009

Postado por Eduardo G. Junior Em | No comments

1. Saudação — 1.1,2
1.a. Sua identificação pessoal — v. 1
1.b. Sua identificação ministerial — v. 1
1.c. Sua saudação aos destinatários — v. 1
1.d. O sentido da saudação cristã — v. 2

2. Bênçãos espirituais em Cristo — 1.3
2.a. A fonte das bênçãos — v. 3
2.b. Bênçãos cristocêntricas — v. 3
2.c. A sublimidade das bênçãos espirituais — v. 3

3. Escolhidos pelo Pai — 1.4-6
3.a. O sentido das palavras "eleger" e "escolher" — v. 4
3.b. A questão do ato soberano de Deus — v. 4
3.c. O destino dos crentes feito na eternidade — v. 5
3.d. Escolhidos para filhos de Deus — v. 5
3.e. Escolhidos por causa do Amado — v. 6

4. Remidos pelo Filho — 1.7-12
4.a. Jesus, o Redentor — v. 7
4.b. O fato da redenção — v. 7
4.c. O efeito da redenção — v. 8
4.d. A revelação do ministério da redenção — v. 9
4.e. A dispensação da redenção — v. 10
4.f. A plenitude dos tempos da redenção — v. 10
4.g. A grande bênção da redenção — v. 11
4.h. A predestinação no propósito da redenção — v. 11
4.i. A soberania do conselho da vontade divina na redenção vv. 11,12
4.j. A promessa da redenção para judeus e gentios — v. 12

5. Selados com o Espírito Santo — 1.13,14
5.a. O ministério do Espírito Santo na redenção — vv. 13,14
5.b. O selo da redenção — v. 13
5.c. A identificação do selo como promessa — v. J3
5.d. O penhor da redenção — v. 14

6. Primeira oração do apóstolo Paulo — 1.15-23
6.a. Dois aspectos da vida de oração de Paulo — v. 16
6.b. A oração de intercessão pelos crentes de Éfeso — v. 16
6.c. Três pedidos especiais na oração do apóstolo — vv. 17,18
6.d. Três possibilidades expressas na oração — v. 18
6.e. As riquezas espirituais encontradas através da oração— v. 19
6.f. Paulo exalta a Cristo na sua oração — vv. 20-23
6.f.1. Cristo acima de todos os poderes espirituais — v. 21
6.f.2. Cristo acima de todo o nome — v. 21
6.f.3. Cristo acima de todas as coisas — v. 22
6.f.4. Cristo como cabeça da Igreja — v. 22
6.f.5. Cristo como Senhor do seu corpo, a Igreja — v. 23
6.f.6. Cristo, a plenitude do seu corpo, a Igreja — v. 23

7. Salvos pela graça — 2.1-10
7.a. No passado, apresenta o que éramos — vv. 1-3
7.a.1. Éramos mortos em delitos e pecados — v. 1
7.a.2. Éramos andantes perdidos — v. 2
7.a.3. Seguíamos o curso deste mundo — v. 2
7.a.4. Fazíamos a vontade da carne — v. 3
7.a.5. Fazíamos a vontade dos pensamentos — v. 3
7.a.6. Éramos por natureza filhos da ira — v. 3
7.b. No presente, apresenta o que somos agora — vv. 4-6
7.b.1. Somos filhos da misericórdia de Deus — v. 4
7.b.2. Fomos vivificados com Cristo — v. 5
7.b.3. Temos uma nova cidadania nos lugares celestiais — v. 6
7.b.4. Fomos colocados num plano espiritual elevado — v. 6
7.c. No futuro, apresenta o que seremos depois — 2.7
7.c.1. Demonstração eterna da obra redentora — v. 7
7.d. A manifestação da graça de Deus — vv. 8-10
7.d.1. A fonte da salvação conquistada — v. 8
7.d.2. O meio da salvação conquistada — v. 9
7.d.3. O resultado da salvação conquistada — v. 10





Fonte: Bible Exposition of the Epistle to the Ephesians.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos