sábado, 27 de junho de 2009

Postado por Eduardo G. Junior Em | No comments

21:16 - Ele disse-lhe de novo, a segunda vez,… Desejoso de ter as expressões dcomentario biblico, evangelho de joão, novo testamentoo amor dele repetidas e conformadas.

Simão, filho de Jonas, amas-me? Ele omitiu as palavras, “mais do que estes”, embora Nonnus as expresse; ele viu o coração de Pedro, e observou a modéstia de sua resposta, e não iria mais discutir de uma maneira comparativa, apenas requerendo uma repetição de sua sinceridade e amor verdadeiro por ele:

Ele disse-lhe: sim, Senhor, tu sabes que eu te amo;… Se expressando na mesma linguagem como antes; e é como se ele dissesse: Senhor, o que mais posso dizer? Não posso dizer mais do que eu tenho dito, e por isso eu repito:

Ele disse-lhe: alimenta minhas ovelhas;… Tanto as ovelhas perdidas da casa de Israel, e suas outras ovelhas entre os Gentios, a quem o Pai tinha dado a ele, e tinha pagado um preço por elas; esses sendo chamadas, ele as apascentaria com a palavra e ordenanças, com o pão da vida, e a água da vida, não as dominando e maltratando, e muito menos deixando-as para a destruição; cada exemplo de cuidado e amor mostrado a esses, ele considera isso como uma marca de afeição e respeito a si mesmo.

21:17 - Ele disse-lhe a terceira vez,… Para que por esses três testemunhos, de sua boca, a coisa pudesse ser estabelecida e ficasse fora de dúvidas:

Simão, filho de Jonas, amas-me? Tu me amas de verdade? É teu amor sincero e de coração? A ponto de se confiar?

Pedro entristeceu-se, porque ele disse-lhe a terceira vez: amas-me? Porque isso lembrou-lhe que ele havia negado o Senhor três vezes; a lembrança disso lhe cortou o coração e acrescentou ao seu pesar, que seu amor, que ele sabia que era verdadeiro, apesar de sua conduta, parecia ter sido suspeitado

E ele disse-lhe, Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo;... Ele apela com grande cordialidade e seriedade para ele, como o Deus onisciente, e o pesquisador de todos os corações, que conhece todas as pessoas e coisas, e os secretos pensamentos, disposições, e afeições das mentes dos filhos dos homens, e a verdade de seu amor a ele; pois Pedro conhecia a traição do seu próprio coração, e não ousava confiar nele, e, portanto, não quis ser determinado pelas suas próprias afirmações, e estava bem consciente de que a sinceridade do seu amor poderia ser posta em dúvida pelos seus companheiros, devido à sua conduta anterior; mas como tudo estava nu e aberto para o seu Senhor, ele apela ao seu conhecimento: assim cada alma que verdadeiramente ama Cristo, independentemente do que Satanás, o mundo, professores, ou os seus próprios corações incrédulos possam sugerir o contrário, pode recorrer a Cristo, como o provador dos rins dos filhos dos homens, que ele é quem as suas almas amam, e embora o seu amor possa ser grandemente tentado, e eles mesmos possam ser penosamente tentados por Satanás, e caírem temporariamente, mas seu amor a Cristo não pode ser perdido; a vivacidade pode ser reduzida, o exercício do qual pode ser diminuído, mas o próprio princípio permanece sempre, como aconteceu com Pedro:

Jesus disse-lhe, apascenta as minhas ovelhas. Pode ser observado a partir da repetição desta frase na sequência da declaração do amor de Pedro a Cristo, que apenas essas pessoas são adequadas para a alimentação dos cordeiros e ovelhas de Cristo, que real e sinceramente o amam: e em fazer isso, eles mostram seu amor a ele: pois quem estaria realmente interessado neste serviço, a não ser esses? Uma vez que o trabalho é tão laborioso, a conduta das pessoas a quem eles ministram muitas vezes é tão desagradável, a reprovação que eles encontram no mundo e, a oposição feita a eles por Satanás, e todos os poderes das trevas: e na verdade, existem alguns que têm este trabalho, e pretende fazê-lo, mas que não amam a Cristo, mas, ao invés disso, eles são de tal ordem que apascentam a si mesmos, e não o rebanho, e que alimentam os cabritos do mundo, e não os cordeiros e as ovelhas de Cristo, e no tempo de perigo eles abandonam o rebanho; apenas os verdadeiros amantes do Cristo fielmente executam este serviço, por pregar o puro Evangelho de Cristo, pela administração de sua ordenação, na sua forma direita, e por dirigir todas as almas para Cristo, o maná celestial, e pão da vida. Dr. Lightfoot pensa que pela tripla repetição da ordem de Cristo, para alimentar os cordeiros e ovelhas, significa o triplo objetivo do ministério de Pedro, os Judeus na sua própria terra, os Gentios, e os Israelitas das dez tribos, que estavam na Babilônia.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos