segunda-feira, 6 de julho de 2009

Posted by Eduardo G. Junior In | No comments
esboço de 1 coríntiosEsboço de 1 Coríntios: A 1 Carta aos Coríntios enviada por Paulo à congregação em Corinto, depois de ele ter recebido relatórios chocantes sobre dissensões e imoralidade, e em resposta a uma indagação sobre casamento.
Escrita de Éfeso, por volta de 55 EC.

Exortação à união. ( 1:1-4:21)
Seguir homens resulta em divisões.
O que conta é o conceito de Deus sobre o que é sábio e o que é tolo.
Não se jactar de homens, mas de Deus, que supre todas as coisas por meio de Cristo.
Ser pessoas espirituais, maduras, reconhecendo que Deus causa o crescimento espiritual e que Cristo é o alicerce sobre o qual se edifica a personalidade cristã.
Que ninguém se enfune, pensando que é melhor do que os concristãos.

Manter a congregação moralmente limpa. (5:1-6:20)
Desassociar todos os que se tornam fornicadores, gananciosos, idólatras, injuriadores, beberrões ou extorsores.
Melhor deixar-se defraudar do que levar um concristão ao tribunal perante incrédulos.
A impureza moral avilta o templo de Deus, impede que alguém entre no Reino.

Conselho a respeito do casamento e do estado de solteiro. (7:1-40)
Cumprir com os deveres conjugais, mas com consideração.
O casamento é melhor do que o estado de solteiro para os inflamados de paixão.
Os cristãos casados não se devem separar do cônjuge incrédulo; talvez se ajude, por fim, o cônjuge a alcançar a salvação.
Não é necessário mudar de estado civil ao se tornar cristão.
O casamento traz maior ansiedade; o estado de solteiro pode ser vantajoso para aquele que deseja servir ao Senhor sem distração.

Consideração para com o bem-estar espiritual dos outros. (8:1-10:33)
Não fazer outros tropeçar por comer alimentos que foram oferecidos a ídolos.
Para evitar impedir alguém de aceitar as boas novas, Paulo não usou de seu direito de receber ajuda material.
Tomar a peito os exemplos de aviso do que se passou com Israel no ermo — em proveito próprio e para não fazer outros tropeçar.
Embora lícitas, nem todas as coisas edificam.

Ordem congregacional. (11:1-14:40)
Respeito pela chefia cristã; o uso de cobertura na cabeça pelas mulheres.
Mostrar respeito pela Refeição Noturna do Senhor.
Usar os dons do espírito com apreço pela sua fonte e seu objetivo.
O amor é um caminho que ultrapassa tudo.
Manter ordem nas reuniões congregacionais.

Certeza da esperança da ressurreição. (15:1-16:24)
A ressurreição de Cristo constitui garantia.
Cristãos ungidos têm de morrer para ser ressuscitados para a imortalidade e
incorrupção.
Seu labor não é em vão em conexão com o Senhor; manter-se firmes na fé.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos