segunda-feira, 20 de julho de 2009

Posted by Eduardo G. Junior In , | No comments
esboço do livro de josuéESBOÇO DO LIVRO DE JOSUÉ

Registro de como Yehowah deu a terra de Canaã a Israel, em cumprimento do Seu juramento aos antepassados deles.

Eventos de aproximadamente os primeiros 20 anos após a morte de Moisés, ao fim da peregrinação de Israel no ermo.

Josué prepara Israel para entrar em Canaã, envia espias. (1:1-2:24)

Yehowah comissiona Josué para levar os israelitas para aquela terra.

Josué ordena que Israel seja instruído a fim de se aprontar para cruzar o Jordão.

Ele envia espias para investigar o país e a cidade de Jericó.

Enquanto em Jericó, estes são escondidos por Raabe, a quem se promete que ela e todos os da sua casa que obedecerem às instruções dadas serão poupados na vindoura destruição de Jericó.

Israel cruza o Jordão a pé enxuto. (3:1-5:12)

O povo santifica-se em preparação para a travessia do Jordão.

Os sacerdotes que carregam a arca são os primeiros a entrar no rio; o rio é milagrosamente represado a certa distância rio acima, e os israelitas o atravessam a pé enxuto.

Para comemorar a travessia, pedras são tiradas do rio e erigidas em Gilgal; outras pedras são erigidas onde os sacerdotes haviam ficado em pé no leito do rio.

Os varões israelitas nascidos no ermo são circuncidados; celebra-se uma Páscoa; cessa a provisão do maná, e Israel passa a comer dos produtos da terra.

A conquista de Jericó é seguida pela derrota em Ai. (5:13-8:35)

O angélico príncipe do exército de Yehowah aparece a Josué; Jeová diz a Josué como lutar contra Jericó.

Durante seis dias sucessivos, os israelitas marcham diariamente uma vez em volta da cidade; no sétimo dia, marcham sete vezes em volta dela; após a volta final, dão um alto grito, as muralhas de Jericó caem e a cidade é devotada à destruição.

Acã tira para si algo do que havia sido devotado à destruição.

Por causa do pecado dele, Yehowah retira sua ajuda e Israel sofre uma derrota em Ai; descobre-se o pecado de Acã, e ele e os da sua casa são apedrejados.

O segundo ataque a Ai é bem-sucedido com a bênção de Yehowah.

Josué constrói um altar no monte Ebal e lê a Lei para o povo.

Os gibeonitas solicitam paz, ao passo que outros são destruídos. (9:1-12:24)

Os habitantes de Gibeão, sabendo dos êxitos de Israel, com astúcia enganam Josué a fazer um pacto com eles.

Cinco reis se unem para atacar os gibeonitas, mas Israel vem em ajuda de Gibeão; Yehowah lança grandes pedras de saraiva e milagrosamente estende as horas da luz do dia, causando a derrota total dos atacantes.

Os israelitas, sob Josué, capturam cidades no SO e no S.

Obtêm a vitória sobre uma coalizão de reis no N.

A terra é repartida entre as tribos de Israel. (13:1-22:34)

Rubem, Gade e a meia tribo de Manassés têm território ao L do Jordão.

Calebe recebe Hébron; as tribos de Judá, Efraim e a outra meia tribo de Manassés recebem uma herança de terra por sortes.

Ergue-se o tabernáculo em Silo, e lançam-se sortes ali sobre determinadas heranças de terra para as tribos remanescentes.

Os levitas recebem cidades, das quais são cidades sacerdotais; reservam-se cidades de refúgio.

Homens de Rubem, Gade e da meia tribo de Manassés constroem um altar junto ao Jordão; seu objetivo é entendido mal, até explicarem que deve servir de memorial de fidelidade a Jeová.

Josué exorta Israel a servir fielmente a Yehowah. (23:1-24:33)

Josué, em idade avançada, convoca uma assembléia dos líderes de Israel e exorta-os a permanecerem fiéis a Jeová.

Numa assembléia em Siquém, ele recapitula os tratos de Deus e incentiva Israel a temer a Yehowah e a servir somente a Ele; eles expressam sua determinação de fazer isso e confirmam suas obrigações pactuadas.

Josué morre.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos