terça-feira, 21 de julho de 2009

Posted by Eduardo G. Junior In , | 1 comment
esboço do livro de zacariasMensagens proféticas que incentivam os judeus a retomar a reconstrução do templo, fornecendo também vislumbres da vinda do Messias e do seu governo como Rei-Sacerdote.

Escrito por Zacarias durante o reinado do rei persa Dario I, uns 19 anos depois de os primeiros judeus terem voltado para sua terra, após saírem de Babilônia, em 537 AEC.

Convocação ao arrependimento, seguida por oito visões e uma profecia sobre o “Renovo”. (1:1-6:15)

Primeira visão: Um cavaleiro num cavalo vermelho, parado com mais três cavaleiros entre as murteiras; a visão termina com a garantia de que se terá misericórdia com Jerusalém e que o templo será reconstruído.

Segunda visão: Os quatro chifres que dispersaram Judá são arremessados para baixo por quatro artífices.

Terceira visão: Um moço com uma corda de medir prepara-se para medir Jerusalém, mas um anjo prediz maior crescimento da cidade bem como a proteção de Jeová para ela.

Quarta visão: As vestes imundas do sumo sacerdote Josué são removidas e substituídas por trajes de gala.

Quinta visão: Zacarias vê um candelabro de ouro com sete lâmpadas supridas de óleo procedente de duas oliveiras; Zorobabel completará a reconstrução do templo com a ajuda do espírito de Deus.

Sexta visão: Um rolo voador representa a maldição que sai por causa de todos aqueles que furtam e que juram falsamente em nome de Jeová.

Sétima visão: Uma mulher chamada Iniqüidade é transportada num efa para Sinear.

Oitava visão: Quatro carros saem de entre dois montes de cobre para percorrer a terra.

O homem chamado Renovo construirá o templo de Jeová e servirá qual rei-sacerdote.

Pergunta sobre a observância de jejuns em comemoração das calamidades que sobrevieram a Jerusalém. (7:1-8:23)

Calamidades sobrevieram como punição pela desobediência; jejuar em comemoração delas realmente não era feito para com Yehowah.

Jerusalém usufruirá o favor divino; os anteriores dias de jejum serão transformados em “exultação, e alegria, e boas épocas festivas”; muitos procedentes das nações virão a ela em busca do favor de Yehowah.

Julgamento das nações, profecias messiânicas e o restabelecimento do povo de Deus. (9:1-14:21)

Muitas cidades e nações sentirão o julgamento adverso de Yehowah.

O Rei justo e humilde de Sião entrará na cidade montado num jumento.

Yehowah expressa ira contra os falsos pastores.

O povo espalhado de Deus será trazido do Egito e da Assíria.

Zacarias é chamado para ser pastor; o povo recebe a oportunidade de pagar pelo trabalho dele, e avalia-o em 30 peças de prata.

Jerusalém tornar-se-á uma pedra pesada, que arranhará severamente a todos os que tocarem nela.

Abrir-se-á uma fonte para a purificação de pecados; o pastor será golpeado e as ovelhas serão espalhadas.

Jerusalém será atacada, mas Yehowah guerreará contra os agressores.

Os remanescentes das nações atacantes celebrarão todo ano a Festividade das Barracas, curvando-se diante de Yehowah como Rei.

Um comentário:

  1. adorei esse esbouso , pois aqui na minha igreja eles fizeram uma maradona sobre esse testo. agradeço desde já

    ResponderExcluir

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos