segunda-feira, 13 de julho de 2009

Posted by Eduardo G. Junior In | No comments
Abiatar — Estudos BíblicosAbiatar

[Pai de Excelência; Pai de Mais do Que o Suficiente (Superabundância)].

Filho do sumo sacerdote Aimeleque, da tribo de Levi e da linhagem de Eli. (1Sa 14:3; 22:11; 23:6) Viveu durante os reinados de Saul, Davi e Salomão, e durante o reinado de Davi tornou-se sumo sacerdote. Tinha dois filhos, Jonatã e Aimeleque (o mesmo nome do pai de Abiatar). — 2Sa 15:27, 36; 8:17.

Abiatar morava em Nobe, “a cidade dos sacerdotes”, a uma curta distância de Jerusalém, quando o Rei Saul mandou que Doegue, o edomita, matasse o pai de Abiatar, o sumo sacerdote, e outros sacerdotes (85 ao todo), por causa do seu suposto apoio a Davi. Doegue também abateu com a espada todos os demais residentes da cidade. Somente Abiatar escapou. Fugiu para Davi, que também era fugitivo, evidentemente em Queila, a vários quilômetros ao SO. Davi, sentindo certa responsabilidade pessoal pela tragédia, disse a Abiatar: “Eu bem sabia, naquele dia, estando lá Doegue, o edomita, que ele ia sem falta contá-lo a Saul. Eu pessoalmente fiz mal a toda alma da casa de teu pai. Fica morando comigo. Não tenhas medo, pois, quem procura a minha alma também procura a tua alma, porque tu és quem necessitas de proteção comigo.” — 1Sa 22:12-23; 23:6.

Abiatar viajou então com Davi durante o restante da condição deste como proscrito, e serviu como sacerdote para as forças de Davi. Primeiro Samuel 23:6 mostra que Abiatar tinha trazido consigo um éfode, e, ao passo que os sacerdotes em geral usavam um éfode de linho (1Sa 22:18), os versículos 9-12 do capítulo 23 indicam que este era, evidentemente, o éfode do pai de Abiatar, o sumo sacerdote, contendo o Urim e o Tumim.

Durante os Reinados de Davi e de Salomão. Parece que, quando Davi finalmente obteve o trono, Abiatar foi constituído sumo sacerdote. Alguns peritos sugerem que, depois da morte do sumo sacerdote Aimeleque, o Rei Saul fez empossar Zadoque como sumo sacerdote para substituir Aimeleque, destarte não reconhecendo Abiatar, que estava com Davi, futuro sucessor de Saul. Sustentam que Davi, depois de sua ascensão ao trono, fez de Abiatar sumo sacerdote associado, ao lado de Zadoque. Tal conceito é evidentemente derivado de que Zadoque e Abiatar são regularmente mencionados juntos, como se partilhassem uma alta posição no sacerdócio. (2Sa 15:29, 35; 17:15; 19:11; 20:25; 1Rs 1:7, 8, 25, 26; 4:4; 1Cr 15:11) No entanto, o registro inspirado não menciona em parte alguma qualquer designação de Zadoque como sumo sacerdote sob o Rei Saul. É possível que destacar-se Zadoque se deva a ele ser vidente ou profeta, assim como o profeta Samuel recebeu mais menção no registro divino do que o sumo sacerdote de seu tempo. (2Sa 15:27) A evidência indica que Abiatar era o único sumo sacerdote durante o reinado de Davi, e que Zadoque então ocupava uma posição secundária à dele. — 1Rs 2:27, 35; Mr 2:26.

O texto em 2 Samuel 8:17 tem suscitado algumas indagações neste respeito, porque diz que “Zadoque, filho de Aitube, e Aimeleque, filho de Abiatar, eram sacerdotes” naquele tempo, mas não menciona Abiatar como sumo sacerdote. Alguns sugerem que os nomes de Aimeleque e Abiatar foram transpostos por um erro de escriba, de modo que o texto deveria rezar “Abiatar, filho de Aimeleque”, como ocorre na Pesito siríaca. No entanto, o registro de 1 Crônicas (18:16; 24:3, 6, 31) confirma a ordem dos nomes neste versículo, conforme se encontra no texto massorético. Por conseguinte, parece mais provável que Zadoque e Aimeleque sejam mencionados simplesmente como sacerdotes secundários sob o Sumo Sacerdote Abiatar, e que se presumia ser entendida a posição de Abiatar neste caso. — 1Cr 16:37-40; compare isso com Núm 3:32.

Abiatar participou junto com outros sacerdotes do privilégio de levar a arca de Jeová da casa de Obede-Edom para Jerusalém. (2Sa 6:12; 1Cr 15:11, 12) Além de ele ser sumo sacerdote, estava incluído no grupo de conselheiros de Davi. — 1Cr 27:33, 34.

Perto da parte final do reinado de seu pai Davi, Absalão formou uma conspiração contra ele. Abiatar novamente apoiou Davi quando as circunstâncias obrigaram o rei a fugir de Jerusalém. Como parte dum plano de frustrar o conselho do traiçoeiro Aitofel, conselheiro anterior de Davi, Abiatar e Zadoque, como sacerdotes leais, foram enviados de volta a Jerusalém para servirem como oficiais de ligação, a fim de manter Davi informado dos planos do seu filho rebelde. (2Sa 15:24-36; 17:15) Depois da morte de Absalão, Abiatar e Zadoque serviram como intermediários para providenciar a volta de Davi à capital. — 2Sa 19:11-14.

Em vista da sua atuação fiel em suportar muitas dificuldades na companhia de Davi, durante o tempo em que este era fugitivo de Saul, e, novamente, durante a rebelião de Absalão, e considerando-se que gozava da confiança, da amizade e do favor de Davi durante cerca de quatro décadas, é surpreendente verificar que Abiatar se ligou a outro filho de Davi, Adonias, numa conspiração posterior pelo trono. Embora tal trama também tivesse o apoio de Joabe, chefe do exército, ela falhou; Salomão foi designado rei, o sacerdote leal, Zadoque, realizando a unção, segundo as instruções de Davi. (1Rs 1:7, 32-40) Jonatã, filho de Abiatar, que previamente servira como correio de novas para Davi durante a insurreição de Absalão, agora foi avisar Adonias da frustração da trama. O Rei Salomão não tomou medidas imediatas contra Abiatar, mas, quando a evidência indicava que a trama ainda estava latente, ordenou a morte de Adonias e de Joabe, e baniu o sacerdote Abiatar de Jerusalém, dizendo: “Vai para Anatote, para os teus campos! Pois mereces a morte; mas neste dia não te entregarei à morte, porque carregaste a arca do Soberano Senhor Jeová diante de Davi, meu pai, e porque foste atribulado durante todo o tempo que meu pai foi atribulado.” (1Rs 2:26 YLT) Zadoque foi então designado para substituir Abiatar em sua posição sacerdotal, e, com isto, o cargo de sumo sacerdote passou de novo para a linhagem de Eleazar, filho de Arão; e a linhagem sacerdotal da casa de Eli terminou completamente, em cumprimento da profecia de 1 Samuel 2:31. — 1Rs 2:27; 1Sa 3:12-14.

Ao passo que mais adiante no registro, em 1 Reis 4:4, de novo se refere a “Zadoque e Abiatar” como sacerdotes no reinado de Salomão, é provável que Abiatar seja alistado somente de forma honorífica, ou num sentido histórico. Alguns peritos sugerem que Salomão, depois de remover Abiatar, então o designou para servir como auxiliar de Zadoque, e que, ao passo que um oficiava no monte Sião, onde se mantinha a Arca, o outro servia no tabernáculo, que continuava em Gibeão, antes da construção do templo. (Veja 1Cr 16:37-40.) No entanto, 1 Reis 2:26 mostra que Salomão enviou Abiatar para os seus campos em Anatote, e, embora Anatote não fosse longe de Gibeão, a ordem de Salomão indica que Abiatar estava sendo removido de qualquer participação ativa no sacerdócio.

Em Marcos 2:26, a maioria das traduções apresenta Jesus como dizendo que Davi entrou na casa de Deus e comeu os pães da proposição “no tempo de Abiatar, sumo sacerdote”. Visto que Aimeleque, pai de Abiatar, era o sumo sacerdote quando esse evento ocorreu, tal tradução resultaria num erro histórico. É digno de nota que vários manuscritos primitivos omitem a frase acima, e ela não se encontra nos trechos correspondentes em Mateus 12:4 e Lucas 6:4. No entanto, uma estrutura grega similar ocorre em Marcos 12:26 e Lucas 20:37, e aqui, muitas traduções usam a frase “no trecho sobre”, “na passagem da”. (BJ, NTP) Assim, parece que Marcos 2:26 permite apropriadamente a versão apresentada a seguir: “Como entrou na casa de Deus, no relato sobre Abiatar, o principal sacerdote.” Visto que o relato dos primeiros feitos de Abiatar começa logo depois do registro sobre a entrada de Davi na casa de Deus para comer os pães da proposição, e visto que Abiatar se tornou mais tarde o sumo sacerdote de Israel no reinado de Davi, tal tradução mantém a exatidão histórica do registro.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos