Biblioteca com mais de 5 mil estudos bíblicos gratuitos e centenas de livros evangélicos para baixar em PDF.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Eunuco — Estudos Bíblicos

estudo bíblico sobre eunucoA palavra hebraica sarís e a grega eunoúkhos, quando usadas em sentido literal, aplicam-se a um varão castrado. Esses eram designados nas cortes reais como ajudantes, ou guardiães, da rainha, do harém e das mulheres. (Est 2:3, 12-15; 4:4-6, 9) Por causa da sua associação com os da casa do rei, os eunucos dotados de certas habilidades freqüentemente atingiam altos postos. Em sentido lato, o termo também denotava qualquer oficial designado a deveres na corte do rei, sem indicar que esses homens eram eunucos em sentido literal.

Sob o pacto da Lei, não se permitia ao eunuco tornar-se parte da congregação do povo de Deus. (De 23:1) Por conseguinte, não há nenhuma indicação de que algum israelita ou residente forasteiro entre o povo tenham sido feitos eunucos para o serviço no palácio dos reis israelitas. Sob a Lei, os escravos deviam ser circuncidados, não castrados. Todavia, era costume de nações pagãs orientais fazer eunucos de alguns dos meninos capturados na guerra.

O oficial da corte encarregado do tesouro da rainha da Etiópia, e a quem Filipe pregou, é chamado de eunuco. Ele era prosélito da religião judaica, que viera a Jerusalém para adorar a Deus. Mas, visto que, sob a Lei, nenhum castrado era aceito na congregação de Israel, o termo eu·noú·khos não se aplicaria aqui literalmente, mas no sentido de “oficial da corte”. (At 8:26-39; De 23:1) Ebede-Meleque, o etíope que resgatou o profeta Jeremias do encarceramento numa cisterna, era eunuco na corte do Rei Zedequias. Pareceria que também aqui o termo tinha o freqüente sentido de oficial. Ebede-Meleque parece ter sido homem de autoridade. Ele apelou diretamente ao Rei Zedequias a favor de Jeremias e recebeu o comando de 30 homens para a operação de resgate. — Je 38:7-13.

Yehowah predisse consoladoramente o tempo em que os eunucos seriam aceitos por ele como seus servos, e, se obedientes, teriam um nome melhor do que filhos e filhas. Com a abolição da Lei por Jesus Cristo, todos os que exercessem fé, sem consideração da sua posição ou condição anterior, poderiam tornar-se filhos espirituais de Deus. Eliminaram-se as distinções carnais. — Is 56:4, 5; Jo 1:12; 1Co 7:24; 2Co 5:16.

Jesus Cristo falou sobre três classes de eunucos, em Mateus 19:12, dizendo: “Pois há eunucos que nasceram tais da madre de sua mãe, e há eunucos que foram feitos eunucos pelos homens, e há eunucos que se fizeram eunucos por causa do reino dos céus. Dê lugar a isso aquele que pode dar lugar a isso.” Aqueles de quem se diz que “se fizeram eunucos” por causa do reino são os que exercem autodomínio, a fim de concentrar-se no serviço de Deus. O apóstolo recomenda isso como o proceder “melhor” para os cristãos que não ficam ‘inflamados de paixão’. Ele disse que estes podiam servir o Senhor com mais constância, “sem distração”. (1Co 7:9, 29-38) Esses “eunucos” não são pessoas que se castraram fisicamente ou que foram emasculados; antes, permanecem voluntariamente no estado de solteiro. A Bíblia não recomenda o voto de celibato, e ‘proibir o casar-se’ é condenado como um dos sinais de apostasia. De fato, alguns dos apóstolos eram homens casados. — 1Ti 4:1-3; 1Co 9:5; Mt 8:14; Mr 1:30; Lu 4:38.
0 Deixe seu comentário:
Postar um comentário