segunda-feira, 27 de julho de 2009

Postado por Eduardo G. Junior Em | 4 comments

estudo biblico sobre roboãoRoboão
[Ampliar (Tornar Espaçoso) o Povo].

Filho de Salomão com Naamá, sua esposa amonita. Ele sucedeu a seu pai no trono, em 997 AEC, aos 41 anos, e reinou por 17 anos. (1Rs 14:21; 1Cr 3:10; 2Cr 9:31) Roboão gozou da distinção de ser, pelo menos por algum tempo, o último rei da monarquia unida e, daí, o primeiro governante do reino meridional de duas tribos, de Judá e Benjamim, pois logo depois de ser coroado rei em Siquém, por todo o Israel, o reino unido de Davi e Salomão foi dividido. Dez tribos retiraram seu apoio de Roboão e fizeram de Jeroboão o seu rei, como Yehowah predissera por intermédio do profeta Aijá. — 1Rs 11:29-31; 12:1; 2Cr 10:1.

Esta separação se deu depois que uma delegação do povo, com Jeroboão como porta-voz, suplicou a Roboão que eliminasse algumas das medidas opressivas que Salomão lhes impusera. Roboão fez consultas sobre o assunto. Primeiramente, consultou os anciãos, que o aconselharam a acatar o clamor do povo e reduzir-lhes as cargas, o que resultaria em ele se mostrar um rei sábio, amado por seu povo. Mas Roboão desprezou este conselho maduro e procurou o dos jovens com os quais crescera. Estes disseram ao rei que ele deveria fazer seu dedo mínimo tão grosso quanto os quadris de seu pai, aumentando o peso do jugo deles e castigando-os com azorragues, em vez de chicotes. — 1Rs 12:2-15; 2Cr 10:3-15; 13:6, 7.

Esta atitude arrogante e despótica adotada por Roboão, indispôs completamente a maior parte do povo. As únicas tribos que continuaram a apoiar a casa de Davi foram Judá e Benjamim, ao passo que os sacerdotes e os levitas de ambos os reinos, bem como pessoas individuais das dez tribos, também lhe deram apoio. — 1Rs 12:16, 17; 2Cr 10:16, 17; 11:13, 14, 16.

Subsequentemente, quando o Rei Roboão e Adorão (Hadorão), que tinha a seu cargo os recrutados para trabalhos forçados, entraram no território dos separatistas, Adorão foi morto a pedradas, mas o rei conseguiu escapar com vida. (1Rs 12:18; 2Cr 10:18) Roboão juntou então um exército de 180.000 homens de Judá e Benjamim, determinado a sujeitar à força as dez tribos. Mas Yehowah, mediante o profeta Semaías, proibiu-os de lutar contra seus irmãos, uma vez que o próprio Deus decretara a divisão do reino. Embora se evitasse assim a luta aberta no campo de batalha, as hostilidades entre as duas facções persistiram durante todos os dias de Roboão. — 1Rs 12:19-24; 15:6; 2Cr 10:19; 11:1-4.

Por certo tempo, Roboão seguiu razoavelmente bem as leis de Deus, e no início de seu reinado ele construiu e fortificou várias cidades, algumas das quais abasteceu com suprimentos alimentares. (2Cr 11:5-12, 17) No entanto, quando seu reinado ficou firmemente estabelecido, ele abandonou a adoração de Yehowah e liderou Judá na prática da detestável adoração do sexo, talvez devido à influência amonita por parte da família de sua mãe. (1Rs 14:22-24; 2Cr 12:1) Isto, por sua vez, provocou a ira de Yehowah, que, em expressão dessa ira, suscitou o rei do Egito, Sisaque, que invadiu a terra junto com seus aliados e capturou várias cidades de Judá, no quinto ano do reinado de Roboão. Se não fosse porque Roboão e seus príncipes se humilharam, arrependidos, nem mesmo Jerusalém teria escapado. Do jeito como as coisas ocorreram, os tesouros do templo e da casa do rei, incluindo os escudos de ouro que Salomão tinha feito, foram levados por Sisaque como despojo. Depois Roboão substituiu tais escudos por outros, de cobre. — 1Rs 14:25-28; 2Cr 12:2-12.

Durante sua vida, Roboão teve 18 esposas, incluindo Maalate, neta de Davi, e Maacá, neta do filho de Davi, Absalão. Maacá era sua esposa favorita e mãe de Abias (Abijão), um dos seus 28 filhos e herdeiro legitimário do trono. Outros membros da família de Roboão incluíam 60 concubinas e 60 filhas. — 2Cr 11:18-22.

Antes de sua morte, aos 58 anos, e da ascensão de Abias ao trono, em 980 AEC, Roboão distribuiu muitos presentes entre seus outros filhos, presumivelmente para impedir alguma revolta contra Abias, depois de sua morte. (1Rs 14:31; 2Cr 11:23; 12:16) Como um todo, a vida de Roboão é mais bem resumida pelo seguinte comentário: “Ele fez o que era mau, pois não fixara firmemente seu coração em buscar a Yehowah.” — 2Cr 12:14.

4 comentários:

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos