quarta-feira, 5 de agosto de 2009

FUNDO HISTÓRICO DO LIVRO DE COLOSSENSES
COLOSSENSES, LIVRO, CARTA, EPÍSTOLA, FUNDO HISTÓRICOColossos era uma cidade na parte setentrional do vale do Licós. As cidades vizinhas Hierápolis e Laodicéia eram significativamente maiores. Nas três cidades havia igrejas cristãs (4.13,15s). A igreja em Colossos não foi fundada por Paulo (2.1) mas por Epafras (1.7; 4.12). Quando Paulo escreveu a carta, ele ainda não tinha visitado essa igreja. Mesmo assim, ele se sente responsável por ela, pois era predominantemente de cristãos-gentios (1.21,27; 2.13).

De acordo com Filemom 23, Epafras estava com Paulo na prisão (cf. Cl 1.8; 4.12). Talvez ele tinha buscado conselho de Paulo em virtude da situação na igreja. De qualquer forma, Paulo sabe que a igreja está em perigo por causa dos falsos mestres. Mesmo que até agora esse pessoal tenha tido pouco sucesso na igreja (2.4,8,20), Paulo considera grande o seu poder de fogo.

Que contexto histórico-religioso as informações na carta deixam transparecer? Trata-se de uma sabedoria misteriosa que combina a adoração pagã aos elementos da natureza e o culto judaico e sua adoração de anjos. É uma forma sincretista do judaísmo. Talvez até possamos falar aqui de uma forma judaica de gnosticismo. Sobretudo Colossenses 2.9 aponta nessa direção.

E. Schweizer também faz uma tentativa para elucidar o pano de fundo da carta.5 Ele sugere que as idéias dessa carta estão edificadas sobre a filosofia grega e se baseia nos seguintes argumentos: Como “rudimentos do mundo”, ou “princípios elementares deste mundo” (NVI) na literatura antiga só foram comprovados terra, água, fogo e ar. É desses termos que a filosofia grega fala.

Empédocles descreve esses elementos como em constante conflito e tensão. Ele fala da luta entre os elementos do universo e de sua reconciliação por meio do amor. A ponte com Paulo pode ter sido feita por Filo, que fala de Deus como o autor e senhor da paz.

Outras evidências para Schweizer são Plutarco e um texto de Pitágoras do primeiro século a.C. A discussão exegética mais aprofundada vai ter de demonstrar se os vários extratos de Colossenses podem ser satisfatoriamente explicados.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos