quarta-feira, 5 de agosto de 2009

LIVRO DE EFÉSIOS, ESTUDO BIBLICO, FUNDO HISTÓRICO, TEOLOGICO
FUNDO HISTÓRICO DO LIVRO DE EFÉSIOS

De acordo com o relato de Atos, o início da igreja se deve aos esforços de Apolo (At 18.24-28), que, por sua parte, ainda necessitava de instrução e a recebeu de Áquila e Priscila. Quando Paulo chegou a Éfeso na sua terceira viagem missionária, lá já existiam discípulos de Jesus. Mas eles ainda não sabiam nada sobre o Espírito Santo e tinham sido batizados somente com o batismo de João. Paulo lhes mostrou o caminho da fé em Jesus Cristo, batizou-os em nome do Senhor Jesus e lhes transmitiu, por meio da imposição de mãos, o Espírito Santo.

Em Éfeso, Paulo anunciou o evangelho de Jesus Cristo por três meses na sinagoga. Quando lá surgiram conflitos constantes, Paulo se separou da sinagoga e passou a ensinar diariamente na escola de Tirano. Por dois anos Paulo continuou o seu ministério evangelístico. Por meio dele Deus operou sinais e milagres, que conduziram a um avivamento. Muitas pessoas deixaram o seu passado carregado de religiosidade e ocultismo e começaram a viver como discípulos de Jesus.

Quem também sentiu os efeitos disso foram os ourives que faziam o seu negócio com o culto a Artêmis em Éfeso. Eles incitaram o povo a um protesto, que, no entanto, foi acalmado sem violência. Depois disso, Paulo preferiu deixar a cidade e ir para a Macedônia.

Na sua volta da Grécia ele se reuniu com a liderança da igreja em Mileto e fez um significativo discurso de despedida.

Sobressai o fato de que a carta não faz menção alguma à atividade do apóstolo em Éfeso. Nenhuma observação sobre a história comum, nenhuma lembrança do que lá ensinou, nem mesmo saudações pessoais. Isso nos leva à pergunta: essa carta foi escrita da prisão (Ef 3.1; 4.1) à igreja de Éfeso? Mais adiante responderemos a isso.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos