quarta-feira, 14 de outubro de 2009

AMÓS, PROFETA, ESTUDOS BIBLICOS, SIGNIFICADO, NOME
Amós
[Ser Uma Carga; Levar Uma Carga]

Profeta de Jahweh e escritor do livro que leva seu nome, que viveu no nono século AEC. Não nasceu, porém, como filho dum profeta, nem era um dos “filhos dos profetas”. — 1Rs 20:35; 2Rs 2:3; 4:1; Am 7:14.

Ele era da cidade de Tecoa, a cerca de 16 km ao S de Jerusalém, numa elevação de cerca de 820 m. Ao L, descendo para o mar Morto, que jazia cerca de 1.200 m abaixo, estava o desolado ermo de Judá, onde, no início da sua vida, o profeta achou emprego como humilde criador de ovelhas. (Am 1:1) A palavra hebraica no·qedhím, aqui traduzida “criadores de ovelhas”, só ocorre em mais um lugar na Bíblia (2Rs 3:4), e está relacionada com naqqad, palavra árabe para uma raça especial de ovelhas, um tanto desgraciosa, mas de grande valor, por causa do seu velocino. Lá naquela região selvagem, Amós também se empenhava em trabalhos servis temporários como riscador de figos de sicômoros, uma variedade considerada alimento apenas para os pobres. O costume de riscar ou pungir os figos destinava-se a apressar seu amadurecimento, e aumentar o tamanho e a doçura dos frutos. — Amós 7:14.

Semelhante ao pastor Davi, que foi chamado ao serviço público por Deus, assim também “Yehowah passou a tomar [Amós] de atrás do rebanho”, e fez dele profeta. — Am 7:15.

Da solidão do ermo no sul, Amós foi enviado ao idólatra reino de dez tribos, no norte, com sua capital Samaria.

Amós começou sua carreira como profeta dois anos antes do grande terremoto que ocorreu no reinado de Uzias, rei de Judá. Ao mesmo tempo, Jeroboão II, filho de Joás, era rei de Israel. (Am 1:1) Por conseguinte, a profecia de Amós se situa em algum tempo do período de 26 anos, de 829 a cerca de 804 AEC, quando os reinados destes dois reis, de Judá e de Israel, coincidiram. O grande terremoto, que ocorreu dois anos depois de Amós ter sido comissionado como profeta, foi de tal magnitude que, quase 300 anos depois, Zacarias fez menção especial dele. — Za 14:5.

É incerto por quanto tempo Amós serviu qual profeta no reino setentrional. Amazias, o iníquo sacerdote adorador de bezerros, da religião estatal centralizada em Betel, tentou expulsá-lo do país, à base de que ele era uma ameaça para a segurança do estado. (Am 7:10-13) Não se revela se Amazias teve êxito nisso. De qualquer modo, ao se cumprir a missão profética de Amós junto a Israel, ele presumivelmente voltou ao seu território tribal nativo de Judá. Jerônimo e Eusébio relatam que o sepulcro do profeta, nos dias deles, estava localizado em Tecoa. Também parece que, depois de retornar a Judá, Amós assentou por escrito a profecia que de início fora proferida oralmente. Ele é com frequência chamado de um dos 12 profetas “menores” (seu livro sendo catalogado em 3.° lugar entre os 12), todavia, a mensagem que proferiu de modo algum é de pouca significância.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Bookmark Us

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos