O Significado de Seol no Antigo Testamento



O Significado de Seol no Antigo Testamento
O Significado de Seol no Antigo Testamento
(Veja: Enciclopédia Bíblica Online)


Na Septuaginta, a palavra hades é o equivalente da palavra seol, mas traduz também outros assuntos relacionados com a morte e do estado depois da morte. A concepção grega de hades era de uma localidade onde recebia todos os mortos, mas dividida em duas regiões, um lugar de tormento, e o outro de bem-aventurança. Essa concepção não deve ser transferida precipitadamente para o Novo Testamento, pois este não está sob a influência da crença pagã grega, mas cria um ensinamento e reflete uma crença de modelo e ideia sobre o hades no Velho Testamento, através da Septuaginta. No Antigo Testamento, Seol, embora formalmente semelhante ao Hades em grego, é o receptáculo comum de todos os mortos, distingue-se, por um lado, pela ausência de uma divisão claramente definida em duas partes, e, por outro lado, pela ênfase colocada na sua associação com a morte e o túmulo como fatos anormais sobre o pecado. O Antigo Testamento, portanto, concentra a luz parcial que lança sobre o estado após a morte do lado negativo, indesejável a perspectiva para além da redenção. Quando no progresso da revelação do Antigo Testamento o estado após a morte começa a assumir características mais definidas, torna-se mais acentuadamente diferenciada na dependência da questão religiosa e moral da vida presente, mas isto não é feito nos escritos canônicos (também na literatura apocalíptica), dividindo Seol em dois compartimentos, mas mantendo a promessa de libertar os justos do seol, o que a torna mais definitivamente descrita como um lugar de mal e de punição.



Fonte: International Standard Bible Encyclopedia de James Orr, M.A., D.D., Editor General

O Significado de Seol no Antigo Testamento O Significado de Seol no Antigo Testamento Reviewed by Fábio Fortinelli on 11/25/2009 10:30:00 AM Rating: 5
Tecnologia do Blogger.