Biblioteca com mais de 5 mil estudos bíblicos gratuitos e centenas de livros evangélicos para baixar em PDF.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Jesus Anda Sobre as Águas

JESUS ANDA SOBRE O MAR, ESTUDO BIBLICO, TEOLOGICOQuando Jesus alimenta miraculosamente a milhares de pessoas, o povo fica pasmado. “Este é certamente o profeta que havia de vir ao mundo”, dizem. Concluem não só que Jesus tem de ser esse profeta maior do que Moisés, mas também que ele será um governante muito desejável. Assim, planejam apoderar-se dele e o constituírem rei.

Mas Jesus sabe o que o povo planeja fazer. Por isso, afasta-se rapidamente para evitar ser agarrado a força por eles. Dispensa a multidão e compele seus discípulos a entrarem no barco e a voltarem para Cafarnaum. Em seguida, retira-se para o monte a fim de orar. Naquela noite Jesus fica sozinho ali.

Pouco antes do amanhecer, Jesus olha de sua elevada posição vantajosa e observa ondas sendo levantadas no mar por um forte vento. À luz da lua quase cheia, visto ser perto da Páscoa, Jesus vê o barco em que seus discípulos lutam para enfrentar as ondas. Aqueles homens remam com toda a força.

Vendo isso, Jesus desce do monte e passa a caminhar em direção ao barco, por sobre as ondas. O barco já navegou uns cinco ou seis quilômetros, quando Jesus os alcança. Contudo, ele continua andando, como se fosse passar pelos discípulos. Quando eles o vêem, clamam: “É uma aparição!”

Jesus responde, consoladoramente: “Sou eu; não temais.”

Mas Pedro diz: “Senhor, se és tu, ordena-me ir ter contigo por cima das águas.”

“Vem!”, responde Jesus.

Em vista disso, Pedro, descendo do barco, anda por cima das águas na direção de Jesus. Mas, olhando para a ventania, Pedro fica com medo, e, começando a afundar, clama: “Senhor, salva-me!”

Estendendo imediatamente a mão, Jesus agarra-o e diz-lhe: “Ó tu, de pouca fé, por que cedeste à dúvida?”

Depois de Pedro e Jesus voltarem ao barco, o vento pára, e os discípulos ficam pasmados. Mas, deviam ficar? Se tivessem compreendido “o significado dos pães”, sabendo avaliar o grande milagre que Jesus fez poucas horas antes, quando alimentou milhares de pessoas com apenas cinco pães e dois peixinhos, não lhes devia ter sido tão surpreendente que ele pudesse andar sobre a água e acalmar o vento. Agora, contudo, os discípulos prestam homenagem a Jesus e dizem: “Tu és realmente o Filho de Deus.”

Logo chegam a Genesaré, uma bela e produtiva planície perto de Cafarnaum. Ancoram o barco ali. Mas, ao desembarcarem, o povo reconhece a Jesus e vai às regiões vizinhas, à procura de doentes. Quando estes são trazidos em suas macas e simplesmente tocam a orla da roupa exterior de Jesus, ficam completamente bons.

No ínterim, a multidão que presenciou a miraculosa alimentação dos milhares descobre que Jesus partiu. Assim, ao chegarem pequenos barcos de Tiberíades, as pessoas embarcam neles e rumam para Cafarnaum à procura de Jesus. Quando o encontram, perguntam: “Rabi, quando chegaste para cá?” Jesus os repreende, como veremos em breve. João 6:14-25; Mateus 14:22-36; Marcos 6:45-56.


Obg: Essa matéria faz parte do nosso estudo sobre o Evangelho em Ordem Cronológica. Veja essa seção para acompanhar na sequência
0 Deixe seu comentário:
Postar um comentário