2009/05/21

Comentário de João 4:47

Quando ele ouviu que Jesus vinha da Judéia,... Porque a fama de Cristo, por sua doutrina e milagres, tinha se espalhado por toda parte; de forma que era conhecido, e falavam disso, em muitos lugares, quando ele estava no local: e esse homem nobre entendendo que ele tinha deixado a Judéia e tinha vindo...

Na Galiléia;... E tendo inquirido em que partes da Galiléia ele estava.

Ele veio a ele;... Embora fossem muitas quilômetros de Cafarnaum, onde Jesus estava, pelo menos um dia de viagem; visto que, quando os servos encontraram o mestre deles, a criança tinha sido curada à uma hora do dia anterior; veja João 4:52. Alguns contam cerca de 24 quilômetros, mas alguém pode achar que devia ser mais:

E suplicou a ele, que ele descesse;... Para Cafarnaum, embora fosse construída em um monte, jazia em um lugar mais baixo do que o país da Galiléia do que Caná, próximo do mar de Tiberías: uma forma de falar usada em João 2:12.

E curasse seu filho. O homem nobre acreditava que Cristo tinha poder para fazer isso, pelo que ele tinha ouvido sobre ele, mas achava que sua presença corporal era absolutamente necessária para isso:

Porque ele estava às portas da morte;... Ou “morreria”: ele estava muito perto disso; não havia nenhuma probabilidade de seu restabelecimento; os médicos tinham desistido dele; e quando ele os deixou, ele parecia está próximo de sua morte, e teria morrido porque nenhuma ajuda humana poderia lhe livrar, nem meios naturais poderiam ser usados.




Fonte: John Gill's Exposition of the Entire Bible

Nenhum comentário:

Postar um comentário