2009/06/22

Comentário de João 12:32

12:32 - E eu, se for levantado da terra,... A morte de Cristo é moscomentario do evangelho de João, comentario biblicotrada aqui por ele ser "levantado da terra", em alusão ao erguimento da serpente de bronze[1] sobre a vara, e que mostra que a sua morte não seria natural, mas violenta, e seria pública, e não privada; e apropriadamente exprime a sua mediação entre Deus e os homens, sendo levantado entre os céus e a terra, e aponta para a morte na cruz, como se indicou no próximo versículo: e o "se" aqui não se deve supor como se a sua morte, fosse, de alguma forma, incerta, pois foi determinada por Deus, determinada por si mesmo, previsto nas Escrituras, significada por tipos, e anunciada por ele mesmo, e era necessária para a salvação do seu povo; mas projeta o tempo de atrair as pessoas para si mesmo, que é posteriormente expresso, e podem ser vertido: "quando estiver levantado", como é pelas versões Siríaca, Árabe e Persa: agora, quando isso será, Cristo diz:

Atrairei todos os homens a mim;... Que não deve ser entendido da multidão de pessoas ao seu redor, quando na cruz, eram uns poucos por ele, e outros contra ele, alguns choravam por ele, e outros censuravam-no, mas sim, do ajuntamento dos seus eleitos nele, como seu cabeça e representante,[2] quando ele foi crucificado por eles, ou do recolhimento dos mesmos, através do ministério dos apóstolos, e de serem levados a acreditarem nele para a eterna vida e da salvação: e essa atração deles para ele, em consequência da sua morte, supõe a distância que eles estavam dele,[3] carentes de poder, e que, para vir a ele, a eficácia e graça de Deus devia entrar em ação, embora sem força e compulsão, e isso deve ser entendido não de cada indivíduo da natureza humana, pois nem todos são atraídos para Cristo, ou habilitados para vir a ele, e acreditar nele. Havia muitos dos judeus que não viriam, e não vieram a ele para ter vida, e que, em vez de serem atraídos para ele neste sentido, quando levantado na cruz, e foram repelidos, censurando-o, aliás, no primeiro versículo, se menciona um “mundo", cujo julgamento, ou condenação, havia chegado, e além disso, verificou-se neste momento um grande número de almas no inferno, que não podiam, nem nunca poderão ser atraídas a Cristo, e um número maior ainda haveria no último dia, que, em vez de uma atração para ele nesta forma graciosa, será proposta um afastamento, como tendo sido trabalhadores da iniquidade.[4] Cristo morreu, na verdade, por todos os homens que são atraídos para ele, mas isso não é verdade de todos os homens, que estão, estiveram, ou estarão no mundo. Adicione a isso, que a palavra "homens" não está no texto, é apenas παντας, "todos": a mais antiga cópia Beza, e algumas outras, e a versão da Vulgata Latina leem παντα, "todas as coisas" e por " todos" se quer dizer, todos os escolhidos de Deus, todos os filhos de Deus, "que estavam espalhados", a versão Persa lê: "Eu atrairei meus amigos para mim", mas designa alguns modelos de todos os tipos de homens, de todos os estados, condições, idades, sexo, e nações, gentios, assim como os judeus, e especialmente o primeiro, que concorda com a antiga profecia, Gen. 49:10, e com o contexto, que por ocasião da expressão, de que era o desejo dos Gregos, que estavam entrando na festividade, ver Jesus, e que foi um modelo de um grande número deles, que devem ser estabelecidos a Cristo, através da pregação do Evangelho, após a sua morte: os judeus dizem que no tempo por vir, ou nos dias do Messias, todos os prosélitos serão גרורים, "atraídos", e se tornarão prosélitos livremente (e). A alusão aqui, é a um estabelecimento de uma norma ou padrão, para reunir as pessoas juntas. A cruz de Cristo é o padrão, o seu amor é a bandeira, e ele próprio é a insígnia que atrai as almas a si mesmo, e empenha-os a se inscreverem-se sob ele, e se tornarem voluntários em seu dia a seu poder; ver Isa. 11:10.


__________
Notas

(e) T. Bab. Avoda Zara, fol. 24. 1. & Gloss. em ib.
[1] Cf. João 3:14. N do T.
[2] Cf. João 10:16. N do T.
[3] Cf. Zacarias 10:8-10; Efésios 2:12. N do T
[4] Cf. Mateus 7:23. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário