2009/06/24

Comentário de João 17:2

Como lhe tens dado poder sobre toda a carne,... Todoscomentario biblico, evangelho de joão, novo testamento os homens, em distinção dos anjos; e estes caídos, como criaturas fracas, frágeis, pecadoras, e mortais; homens de toda nação, Judeu ou Pagão, e de todo caráter, eleito ou não-eleito: assim como também ele também tem um poder sobre os seus anjos; nem é o poder dele, sobre os homens, limitado as suas "carnes", ou corpos, mas alcança os seus espíritos ou almas também: qual poder é um que governa, e judicial; ele os rege com um cetro de retidão,[1] ele dispõe dele em providência, assim como lhe agrada, e os julgará ao último dia: e este é um poder que é "determinado" a ele pelo seu Pai, e não é aquele poder original sobre todas as coisas que ele tem como Deus, e o Criador deles, que são naturais, essenciais e inderivável; mas é um poder derivado e delegou que ele tem como Mediador, como servil aos fins e desígnios do seu ofício: e como Deus o glorificou como tal, lhe dando este poder; assim ele, reconhecendo isto, glorifica-o novamente, usando isto para a finalidade para a qual é determinado:

Que ele desse vida eterna para tantos quantos lhe destes;... A vida eterna é um presente, e não devido aos méritos de homens;
[2] realmente não há nenhum mérito nos trabalhos dos homens, não, não no melhor deles; pois estes previamente são devido a Deus,[3] não podem ser lucrativos a ele, e se feitos corretamente, não é terminado na força da criatura, mas pela graça de Deus, e não sustenta nenhuma proporção para a vida eterna, que está no presente de Cristo: não só a promessa dela está nele, mas ela mesma está; é posta em suas mãos, e ele entrou neste mundo, para que o seu povo pudesse tê-la;[4] ele obteve isto, e removeu o que jazia no caminho, impedindo que eles a recebessem; ele tem um direito para dá-la, pelo seu sangue e retidão: as pessoas em quem ele confere este presente, não são todos os homens, mas, como o Pai, na convenção perpétua deu a ele, como o seu povo, sua esposa e filhos, as suas jóias e tesouro, para serem salvos e desfrutarem dela para sempre; a quem ele escolheu e preservou nele, e os cuidado em seus interesses; para estes, e cada um destes, Cristo dá esta grande bênção; nenhum único sentirá carência dela; e isso porque todas as suas criaturas e coisas, todo o poder no céu e na terra, é dado a ele.

__________
Notas

[1] Cf. Gênesis 49:10. N do T.
[2] Cf. Efésios 2:8. N do T.
[3] Cf. Lucas 17:10. N do T.
[4] Cf. João 1:12. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário