2009/06/26

Comentário de João 19:37

Outra vez diz a Escritura,… Zac. 12:10, a primeira referência é do fato comentario biblico, evangelho de joão, novo testamentode seus ossos não terem sido quebrados, e esse é citado para o cumprimento dele ter sido transpassado:

Eles devem olhar para aquele a quem traspassaram;... No texto hebraico está, “sobre mim a quem eles traspassaram”, a razão desta diferença é porque Cristo, que é Jeová, estava profeticamente falando de si mesmo, e aqui o evangelista cita como cumprida em Cristo, isto é, parte dela que diz respeito ao seu transpassar, pois o ato dos judeus olharem para ele e lamentarem ainda está para ser cumprida, e será no momento da sua conversão, no último dia, e no dia do julgamento. E, como o transpassar do Messias foi literalmente cumprido em Jesus, temos razão para crer que a outra parte que diz respeito aos Judeus olharem para ele e lamentarem também se cumprirá no tempo devido de Deus. Também não é qualquer objeção para a aplicação desta profecia de nosso Senhor Jesus, que não foram os judeus, mas os soldados romanos, que o traspassaram, pois o que alguém faz pelo outro, ele pode ser dito como fazendo também: embora fosse um soldado romano que havia trespassado o lado de Cristo, os Judeus desejavam isso e instavam-nos a fazê-lo; eles concordaram e se alegraram com isso; e, portanto, Cristo é dito como tendo sido crucificado e morto por eles: embora tenha sido os soldados romanos que o fizeram; os Judeus prevaleceram sobre Pilatos para que ele passasse uma sentença de morte sobre ele, e para entregar-lhe aos soldados para que fosse crucificado. A partir da citação desta passagem, parece que os escritores do Novo Testamento nem sempre seguem a versão grega do Antigo Testamento,[1] que traduz as palavras aqui de modo muito diferente, e muito errado,[2]
mas João as cita de acordo com o texto hebraico, o mesmo que hoje temos, e que é um exemplo da verdade, pureza e integridade dos atuais livros hebraicos do Antigo Testamento. Os doutores Judeus (n) dizem que estas palavras dizem respeito ao Messias, que eles pensaram ser o Messias ben Joseph, que será morto na guerra de Gog e Magog; pois pela grande decepção deles, e da cegueira e dureza de seus coração, eles esperaram dois messias; um o Messias Ben Davi, que supunham que seria próspero e vitorioso, e o outro Messias ben Joseph, que veio e depois de sofrer muito, morreu.


____________
Notas

(n) T. Bab. Succa, fol. 52. 1. & ex codem R. Sol. Jarchi, R. David Kimchi, R. Aben Ezra, & R. Sol. ben Melech. in Zech. xii. 10.
[1]
A Septuaginta (LXX).
[2] “E eu derramarei sobre a casa de Davi e sobre os habitante de Jerusalém, o Espírito de graça e compaixão: e eles me olharão, porque eles tem zombado de mim, e eles farão lamentação por mim, como por um amado amigo, e eles lamentarão intensamente, assim como a um filho primogênito.” (Zacarias 12:10 LXX, tradução da versão inglesa da Septuaginta por Sir Lancelot Charles Lee Brenton, originalmente publicado em 1851.) O ponto mais importante a LXX deixa de fora, que é o traspassar do Messias. A versão dos setenta omite o verbo grego εκκεντέω (Gr.: ekkenteõ) embora no texto hebraico, no qual o Dr. Gill elogia, e o qual João evangelista faz referência, ocorra claramente o verbo hebraico דּקר (Hebr.: dâqar). – N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário