2009/06/27

Comentário de João 21:25

E há também muitas outras coisas que Jesus fez,… Que não se refere a sucomentario biblico, evangelho de joão, novo testamentoas doutrinas e discursos, seus sermões e orações, e a conduta que ele tinha com os seus discípulos e outros, em diferentes situações; mas os sinais, e as maravilhas, e as operações milagrosas, que foram feitas por ele, que não foram registradas nem por ele, nem pelos outros evangelistas:

Que, se fossem escritas por alguém;… Com todas as circunstâncias em particular relacionadas a eles:

Eu suponho que até mesmo o próprio mundo não poderia conter os livros que seriam escritos. A versão Árabe traduz assim: “as coisas escritas nos livros”; e a versão Siríaca, “que o mundo não seria suficiente para os livros que seriam escritos”; e assim a versão Persa soma, “e os escribas do mundo falhariam, ou seriam deficientes”; não haveria escribas o bastante no mundo para escrever; nem eles poderiam ser lidos por homens, se eles fossem escritos; o mundo seria sobrecarregado com eles; e então o Espírito Santo não achou apropriado colocar um fardo tal nos homens, que eles não poderiam agüentar, devido os muitos volumes; mas os reduziu em um compêndio breve que pode ser lido com facilidade, deleite, e prazer; e que é abundantemente suficiente para atestar a verdade da encarnação de Cristo, milagres, doutrinas, obediência, sofrimentos, morte, ressurreição, ascensão, sessão à mão direita de Deus, &c. e de todo o Cristianismo, e tudo aquilo que diz respeito à ele, ou tudo que é necessário para ser conhecido, para a salvação dos homens: pois isto não pode ser entendido da parte carnal e descrente do mundo, não recebendo e suportando o que seria contido em tais volumes, se fossem escritos; porque eles não podem receber e suportar o que está escrito agora, mas rejeitam e menosprezam isto como tolice. Alguns entendem isto como uma expressão hiperbólica; mas o sentido também pode ser admitido sem uma hipérbole; embora uma hipérbole possa muito bem ser permitido aqui; nem é preciso tomar isso literalmente; iria parecer maior do que alguns outros usados nas Escrituras; como quando é dito da posteridade de Abraão que seria tão numerosa quanto as estrelas do céu; e especialmente quando disse que seria como a areia no mar, inumerável, Heb. 11:12 e quando é dito que Cafarnaum é exaltada até o céu, ou alcançá-lo-á, Mat. 11:23 e particularmente os Judeus não têm nenhuma razão para contestar, como um deles faz (g), a tal modo de falar do apóstolo, cujos escritos abundam em expressões hiperbólicas, da mesma natureza; como quando um dos seus Rabinos disse (h), “se todos os mares fossem de tinta, e os juncos canetas, e os céus e a terra volumes, e todos os filhos dos homens fossem escribas, אין מספיקין לכתוב תורה, “eles não seriam suficientes para escrever a lei” que aprenderam &c.”

E é normalmente dito (i) pore les, se isso, ou aquilo, ou outra coisa fosse feita, לא יכיל עלמא למסבל, “o mundo não seria capaz de suportá-los”. E um escritor mais tarde (k) deles, falando da diferente interpretação dada por alguns de seus Rabinos de certa passagem, diz, que eles são tantas, que um asno não poderia carregar os livros. E a intenção dessa expressão, tomando-a como hiperbólica, é para mostrar que pouco das coisas maravilhosas feitas por Cristo foram registradas pelo evangelista, em comparação das muitas coisas que ele fez diariamente, em todos os lugares pelo qual ele passou; poise le estava continuamente fazendo o bem, curando toda sorte de doenças; mas esses que foram escritos são o suficiente para provar que ele era o Messias, e para exigir fé nele como tal. A tudo isso que o evangelista coloca o seu “Amém”, como atentando e confirmando a verdade de tudo que ele tinha escrito; e que se pode confiar como verdade, por todos os que leem esse Evangelho. A cópia Alexandrina, e a cópia de Beza de Cambridge, não têm o “amém”; nem têm as versões da Vulgata Latina, Siríaca, Árabe e Persa. Em algumas cópias as seguintes palavras são adicionadas, “O Evangelho de acordo com João que foi dado trinta e dois anos depois da ascensão de Cristo;” que cairia no ano 66 de Cristo, e assim antes da destruição de Jerusalém; que é contrário a opinião comum dos homens eruditos, alguns colocando no ano 97, outros no ano 99.

(João começa seu Evangelho por afirmar: “Todas as coisas foram feitas por ele.” Se alguém fosse tentar sintetizar as obras da criação, o mundo não conteria os volumes resultantes! Editor.)

_______________
Notas

(g) Jacob Aben ben Amram, porta veritatis, No. 1094. apud Kidder, Demonstração do Messias, par. 3. p. 67. Ed. fol.
(h) Shirhashirim Rabba, fol. 4. 2.
(i) Zohar em Exod. fol. 106. 4. & em Lev. fol. 26. 2. & 49. 3. & em Num. fol. 52. 2. & 59. 3. & 63. 3. & 64. 4. & 82. 3, 4.
(k) R. Abraham Seba em Tzeror Hammor, fol. 79. 1.

Um comentário:

elivaldo alves rocha disse...

EU TESTIFICO SENHOR DE TUDO Q VOS DEIXOU NESTE MUNDO EU ROGO O ESPIRITO SANTO K VENHA ME AJUDA PARA K EU SEIJA UM DIVULGADOR DE TODAS AS SUAS PALAVRAS Q VOS DEIXOU NESTE MUNDO OBRIGADO POR MAIS UM DIA DE VIDA PARA Q EU SEIJA U TESTIFICADOR DAS VOSAS PALAVRAS Q VOS DEIXOU NESTE MUNDO OBRIGADO SENHOR!

Postar um comentário