2009/06/22

Lições das Escrituras: Naum 1:1–3:19

lições das escrituras, estudos biblicos, livro de naum
Será possível a salvação quando Deus tomar vingança

“Apenas mais um pouco, e o iníquo não mais existirá.” (Salmo 37:10) Que estas palavras se cumprirão é vigorosamente indicado no livro escrito por Naum. Este homem corajoso terminou o registro de suas profecias no reino de Judá durante a última parte do sétimo século AEC.

Primeiro, considere a profecia de Deus declarada por Naum. Que lições contém?

A Vingança de Deus É Certa

Yehowah exige devoção exclusiva. (Êxodo 20:5) Num pronunciamento contra a capital da Assíria, Nínive, Naum mostra que a vingança de Deus será executada contra os inimigos que não Lhe prestam essa devoção. Ora, diante Dele os montes tremem, os morros se derretem e a terra é sublevada! Quem pode suportar o calor de sua ira? — 1:1-6.

Podemos confiar em Yehowah como refúgio. Sim, Deus protege os que se refugiam nele. Com o extermínio de seus inimigos, a aflição não se levantará pela segunda vez. Há boas novas de paz para Judá, pois a adoração verdadeira não será impedida. — 1:7–2:2.

Os injustos não serão bem-sucedidos. O que aconteceu com Nínive torna isso evidente. O tratamento cruel que dispensava aos cativos fez dela “a cidade de derramamento de sangue”. Como se fosse uma guarida de leões, essa cidade grandemente fortificada parecia segura atrás de suas espessas muralhas. Mas, por decreto de Deus, Nínive sofreria o mesmo destino que ela infligira à antiga Nô-Amom, ou Tebas, à beira do rio Nilo. Por causa de seus pecados, a capital da Assíria seria desolada. Esta profecia se cumpriu quando as forças conjuntas do rei babilônio Nabopolassar e Ciaxares, o medo, capturaram Nínive em 632 AEC. — 2:3–3:19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário