2009/07/29

Panorama da Carta de Tito

Panorama da Carta de TitoPANORAMA DA CARTA DE TITO

Os superintendentes devem exortar mediante ensino salutar (1:1-16). Depois de um afetuoso cumprimento, Paulo delineia as habilitações para superintendentes. Frisa-se que o superintendente precisa ser “livre de acusação”, amante da bondade, justo, leal, um homem ‘que se apega firmemente à palavra fiel com respeito à sua arte de ensino, para que possa tanto exortar pelo ensino que é salutar como repreender os que contradizem’. Isto é necessário em vista dos “enganadores da mente”, que subvertem até mesmo famílias inteiras visando ganho desonesto. Portanto, Tito tem de ‘persistir em repreendê-los com severidade, para que sejam sãos na fé, não prestando atenção a fábulas judaicas’. Pessoas aviltadas talvez declarem publicamente que conhecem a Deus, mas repudiam-no pelas suas obras de desobediência. — 1:6-10, 13, 14.

Vivendo com bom juízo, justiça e devoção piedosa (2:1-3:15). Os homens e mulheres idosos devem ser sérios e reverentes. As mulheres mais jovens devem amar a seu marido e filhos, e sujeitar-se a seu marido, “para que não se fale da palavra de Deus de modo ultrajante”. Os homens mais jovens devem ser exemplo de obras excelentes e palavras salutares. Os escravos em sujeição devem demonstrar “plenamente uma boa fidelidade”. A benignidade imerecida de Deus, que leva à salvação, tem sido manifestada, incentivando o bom juízo, a justiça e a devoção piedosa nos a quem Deus purificou mediante Cristo Jesus para serem “um povo peculiarmente seu, zeloso de obras excelentes”. — 2:5, 10, 14.

Paulo acentua a necessidade de sujeição e obediência aos governos e de ‘exibir toda a brandura para com todos os homens’. Paulo e seus concristãos eram outrora tão maus quanto os outros homens. Não devido a quaisquer obras próprias deles, mas por causa da benignidade, do amor e da misericórdia de Deus, eles foram salvos por meio do espírito santo e se tornaram herdeiros da esperança de vida eterna. Portanto, os que crêem em Deus devem ‘fixar as mentes em manter obras excelentes’. Devem evitar discussões tolas e contendas sobre a Lei, e, quanto ao homem que promove uma seita, devem rejeitá-lo depois de uma primeira e uma segunda admoestação. Paulo pede a Tito que vá ter com ele em Nicópolis e, depois de dar outras instruções missionárias, frisa outra vez a necessidade de obras excelentes, para que não se seja infrutífero. — 3:2, 7, 8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário