2009/08/10

Comentário de John Gill: João 2:8-9

comentário do evangelho de joão 2:8 - E ele disse a eles, tirai agora,... Assim que os vasos estavam cheios com água, sem mais demora, ele ordenou aos servos tirar um pouco dos maiores, dentro dos menores; ele não diz o que, água ou vinho:

E leve um pouco ao governador da festa;... Quem tinha a ordem de fazer as coisas relacionadas com a festa, e administração do banquete, e o comando do afazeres inteiro; consequentemente a versão Etíope o chama de “o mestre dos serventes”, ou criados: ou ele era o convidado principal, como a palavra parece dá a entender, que sentava, ou, antes, se deitava no sofá principal à mesa; e assim a primeira pessoa na mesa: ou então ele poderia ser o doutor ou capelão: porque tal pessoa era necessária em um matrimônio; visto então haver seis ou sete bênçãos para ser pronunciadas; e particularmente uma bênção foi dita em cima do copo de vinho; pois se havia qualquer vinho, um copo era trazido, e ele abençoava primeiro em cima desta e ordenava tudo relativo ao copo: e isto compôs sete bênçãos em tal momento;[1] e então era muito próprio que fosse levado a ele:

E eles levaram-no;... Os servos tendo tirado das talhas de pedra, em pequenas porções, levaram o líquido, como eles ordenaram, para a pessoa acima.

2:9 - Quando o governador da festa tinha provado a água,... A versão Persa lê, “provou o vinho”, e acrescenta o que não está no texto, “era de muito bom sabor”: mas o sentido é que ele provou do que era antes água, mas agora...

Que foi transformada em vinho;... Não no sentido em que os Papistas dizem do pão e do vinho, na ceia do Senhor, que são transubstanciados em sangue de Cristo; pela consagração do sacerdote; da qual ele parece ter as mesmas propriedades do pão e vinho como antes; mas essa água, que foi transformada em vinho cessou de ser o que ela era antes, e se tornou o que não era: e não tinha mais as propriedades, a cor, o gosto de água, mas de vinho; e todos julgaram a mesma coisa:

E não sabia de onde era;... De onde vinha, onde foi tirado, nem de qualquer milagre que foi operado, e, portanto, era a pessoa correta para primeiro colocar as mãos; para que não se concluísse que ele disse o que está no versículo seguinte por ter tido qualquer contato com Cristo, e assim ter falado a favor dele.

Mas os servos que tiraram a água sabiam;... Eles sabiam que tinham tirado das talhas de água; e eles sabiam que eles tinham enchido com água; e que aquele licor que o governante da festa tinha na mão, e qualificou como o mais excelente dele, foi tirado deles; de forma que não havia nenhuma trapaça no caso: e por causa do sabor...

O governado da festa chamou o noivo a ele;... Do lugar de onde ele estava sentado, e que não devia ter sido longe dele.


_____________
Notas

[1] Maimon. Hilchot Ishot, c. 10. seç. 3, 4.

Nenhum comentário:

Postar um comentário