Origem e Natureza dos Sacrifícios no Antigo Testamento



ANTIGO TESTAMENTO, SACRIFÍCIOS, ORIGEM, NATUREZA, ESTUDO

II. Origem e Natureza dos Sacrifícios.

O início do sacrifício está escondido nos mistérios da vida pré-histórica. A mais antiga narrativa do Gênesis registra o fato, mas não dá um relato da origem e da ideia principal. O costume é sancionado pelos escritos sagrados, e, mais tarde, o costume é estabelecido, sistematizado e aprovado na Lei mosaica. A prática era quase universal. Os Vedas têm seus rituais elaborados. Alguns povos semitas, gregos, romanos, africanos e indígenas do México ofereciam sacrifícios humanos. É desconhecido na Austrália, mas ainda há algo semelhante ao que existe, pois alguns nativos oferecem uma porção de um tipo de mel, outros oferecem uma pedra ou uma lança a seu deus. Visto que este hábito é praticamente universal, várias soluções são oferecidas.

1. Teoria da Revelação Divina:

Um ponto de vista sustenta que o próprio Deus deu início ao rito, por ordem divina, nos primórdios da história humana. Tal teoria implica uma fé monoteísta, por parte do homem primitivo. Esta teoria foi firmemente defendida por muitos teólogos reformados, e foi baseada principalmente na narrativa em Gen 4:4 f. Abel ofereceu um sacrifício aceitável, e, de acordo com Heb 11:4, esta foi por causa de sua fé. Faber faz um forte apelo seguinte: Desde que a fé foi o que fez o sacrifício agradável a Deus, esta fé deve ter sido baseada em uma representação positiva de Deus no passado. Sem esta aprovação divina positiva para garantir a sua veracidade, a fé de Abel teria sido superstição. Em outras palavras, a fé, a fim de ser verdadeiramente baseada e bem dirigida, tem de ter uma revelação de Deus, uma expressão positiva da vontade divina. Fairbairn, em sua Tipologia, vai mais longe e defende que as peles com que Adão e Eva foram vestidos eram de animais que tinham sido mortos em sacrifícios. Isto é totalmente sem apoio na narrativa. A teoria de uma ordem divina não pode ser mantida com base na narrativa bíblica. Além disso, envolve certas suposições sobre a natureza da fé e da revelação que geralmente não são realizadas nesta época. A revelação não é necessariamente uma ordem divina positiva, uma coisa externa, e a fé pode ser tão real e verdadeira, sem tal revelação como com ele. Que pode ter havido tal revelação não pode ser negada, mas não é uma explicação necessária ou provável.


Fonte: International Standard Bible Encyclopedia de James Orr, M.A., D.D., Editor General

Origem e Natureza dos Sacrifícios no Antigo Testamento Origem e Natureza dos Sacrifícios no Antigo Testamento Reviewed by Biblioteca Bíblia on segunda-feira, novembro 30, 2009 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.