2010/08/24

Salmos 1: As Alternativas da Vida

ESTUDO BIBLICOS, TEOLOGICOS, LIVRO DE SALMOS
Este Salmo, provavelmente, foi composto como uma Introdução ao Saltério. Cristaliza a crença, que tão freqüentemente é expressa na coleção de poemas que se seguem, como também no livro dos Provérbios (por exemplo, Pv 2.12-20; Pv 4.14-18) e em muitas declarações de Cristo (por exemplo, Mt 7.13-14,24-27), de que os homens dividem-se em dois tipos ou classes-os piedosos e os ímpios. O comportamento de qualquer homem deve, pois, seguir uma de duas direções e aproximar-se de um dos dois padrões. A diferença entre eles, em forma e valor, é expressa nas figuras da árvore e da moinha: a divergência do seu caráter e do seu destino é declarada em termos de uma edificação constante ou de uma completa ruína. É, em parte, por esta razão que o segundo Salmo se considera muitas vezes associado com o primeiro, ambos sendo considerados como introdutórios porque ambos tratam de um assunto básico no Saltério, o comportamento e o destino dos homens bons e dos maus. O #Sl 1 apresenta o tema como um assunto pessoal; o #Sl 2 encara-o como uma questão nacional.

O caminho do homem piedoso é considerado neste poema, em primeiro lugar, por um reconhecimento das diferenças progressivas entre ele e o ímpio: não anda no conselho deles, isto é, não adota os seus princípios; não se detém no seu caminho, isto é, não imita as suas práticas do mal; nem se assenta em comunhão com eles, isto é, não toma o propósito de escolhê-los como seus associados. A vida piedosa, nos seus aspectos positivos caracteriza-se por uma concentração na lei (2; Hb Tora; ver Dt 1.5), referindo-se aqui à vontade de Deus revelada. A qualidade desta vida é como a de uma árvore crescendo junto a um curso perene de água que produz abundante fruto por causa daquele sustento oculto, mesmo quando os ventos quentes ressecam tudo o mais (cfr. Jr 17.8).

Aquela vida que não tem raiz, e que não tem absorvido energia dos recursos de Deus, não é mais do que moinha, tão leve e sem valor que o vento do Espírito rapidamente espalha e dispersa. Não subsistirão (5). Note-se o contraste disto com a posição daqueles que, no vers. 1, não andam segundo o conselho dos ímpios. O Senhor conhece (6); isto é, tem interesse nos justos e observa-os.

Um comentário:

Unknown disse...

Gosto muito desse salmo!

Postar um comentário