Significado de Isaías 32

Significado de Isaías 32
Significado de Isaías 32

Isaías 32

32.1-20 — O quinto ai (cap. 31) encerra com uma profecia sobre liderança (v. 1-8) e seus efeitos (v. 9-20). Paradoxalmente, os líderes generosos (v. 1-5) produzem abundância e segurança permanente (v. 16-20), enquanto os mesquinhos (v. 16-20) produzem falsa segurança e desolação (v.9-14).

32.1 — A profecia sobre esse rei cumprir-se-á no Senhor Jesus Cristo (Is 7.14; 9.1-7; 11.1-5; 28.16; Jo 10.11,16). Os príncipes são seus subpastores (1 Pe 5.2-4).

32.2 — Os quatro símiles sobre a proteção e as dádivas do futuro Rei ao Seu povo contrapõem-se à liderança incompetente de Israel (Is 28.7; 29.9,10; 30.1,2; 31.1,2).

32.3,4 — Olhos límpidos e ouvidos atentos são retratos do futuro Líder, que contrasta com o atual, que é mau e tolo. Os olhos e ouvidos do povo também serão abertos (Is 6.9,10; 29.18,24; 35.5; 42.7). De modo semelhante, terão um coração compreensivo e uma língua pronta a falar distintamente.

32.5-7 — O contraponto entre as palavras dos nobres e dos tolos provém do coração da pessoa (v. 4). Se ela pensa em fazer o mal, falará e agirá com maldade. Destruir os mansos. Veja uma ideia semelhante em Isaías 29.20,21.

32.8,9 — O termo traduzido por em repouso é usado três vezes com respeito a essas mulheres (v. 9,10,12) e deriva do verbo que significa confiar. Assim, a palavra também pode ser traduzida por seguras e em repouso (v. 17,19). Embora os ímpios tenham cometido o erro de confiar no Egito para garantir sua segurança (31.1), os justos depositam sua fé no Senhor e obterão a verdadeira segurança.

32.10-12 — A mulher de luto no antigo Oriente Médio trocava as roupas costumeiras por panos de saco em torno dos lombos (Gn 37-34).

32.13,14 — Espinheiros e sarças. Veja expressões semelhantes em Isaías 5.6; 7.23. Palácio vazio e pasto são figuras da devastação completa de Jerusalém no dia do juízo de Deus.

32.15 — A nova realidade histórica dependerá do empenho criativo do Espírito (Is 11.2; 42.1; 61.1; Ez 36.26, 27; J1 2.28, 29) que se origina do alto, a morada de Deus (Is 33.5). Isso se contrapõe a ir ao Egito (Is 31.1)

32.16 — O campo fértil representa uma virada no juízo previsto em Isaías 29.17.

32.17,18 — As palavras hebraicas traduzidas por segurança e seguras relacionam-se à palavra hebraica traduzida por em repouso no v. 9.