2015/08/27

Significado de VERDADE em Grego

Significado de VERDADE em Grego
Significado de VERDADE em Grego

A. Adjetivos.

1. alethes, primariamente, “não-oculto, manifesto” (formado de a, elemento de negação. e lethõ, “esquecer”, igual a lanthanõ, “escapar à atenção a” ), por conseguinte, real, “verdadeiro ao fato”, é usado acerca de: (a) pessoas (Mt 22.16, “verdadeiro”: Mc 12.14: Jo 3.33; 7.18: 8.26; Rm 3.4; 2 Co 6.8); (b) coisas, conforme à realidade, ocorre em Jo 4.18 (“com verdade”, literalmente, “verdadeiro”); Jo 5.31,32; 6.55 (nos melhores textos; duas vezes); Jo 8.13,14 (cm Jo 8.16. em alguns textos: veja o n° 2); Jo 8.17; 10.41; 19.35; 21.24; At 12.9; Fp 4.8; Tt 1.13: 1 Pe 5.12; 2 Pe 2.22; 1 Jo 2.8,27: 3 Jo 12.1 

2. alethinos, cognato do n° 1, denota “verdadeiro” no sentido de real, ideal, genuíno: é usado acerca de: (a) Deus (Jo 7.28 [cf. o n° 1, em Jo 7.18, acima]; Jo 17.3; 1 Ts 1.9; Ap 6.10); estas passagens declaram que Deus cumpre o significado do Seu nome; Ele é o “verdadeiro Deus” em distinção a todos os outros deuses, falsos deuses (alethes. veja Jo 3.33 no n° 1, significa que Ele é veraz. “verdadeiro” para com Suas afirmações, Ele não pode mentir); (b) Cristo (Jo 1.9; 6.32: 15.1; 1 Jo 2.8; 5.20, três vezes; Ap 3.7,14; 19.11); Seu julgamento (Jo 8.16: nos melhores textos, em vez do n° 1); (c) as palavras de Deus (Jo 4.37; Ap 19.9; 21.5; 22.6); as últimas três passagens são equivalentes ao n° 1; (d) os Seus caminhos (Ap 15.3); (e) os Seus julgamentos (Ap 16.7; 19.2); (/) as Suas riquezas (Lc 16.11); (#) os Seus adoradores (Jo 4.23); (h) o coração deles (Hb 10.22); (i) o testemunho do apóstolo João (Jo 19.35); (j) o Tabemáculo espiritual e antitípico (Hb 8.2; 9.24), não que o Tabemáculo no deserto fosse falso, mas tratava-se de cópia fraca e terrena do celestial-1

Nota: “O termo alethinos está relacionado com o termo alethes como forma para o conteúdo ou substância; o termo alethes denota a realidade da coisa, o termo alethinos define a relação da concepção da coisa à qual corresponde, ou seja, que é genuíno” (Cremer).

3. gnesios, primariamente “legalmente gerado” (cognato de ginomai, “tomar-se” ), por conseguinte. “verdadeiro, genuíno, sincero”, é usado na exortação do apóstolo Paulo em Fp 4.3 a seu “verdadeiro companheiro". 

Veja PRÓPRIO (2), SINCERO.

Nota: Em 2 Co 1.18 e 1 Tm 3.1, ocorre o termo pistos, “fiel”.

B. Verbo.

aletheuõ significa “lidar fielmente ou verdadeiramente com alguém” (cf. Gn 42.16, na Septuaginta: “se há verdade convosco; e. se não”), ocorre em Ef 4.15 (“seguindo a verdade”); Gl 4.16 (“dizendo a verdade”, onde o apóstolo Paulo está se referindo provavelmente ao conteúdo da sua Epístola )

A. Substantivo.

aletheia, “verdade”, é usado: (a) no acusativo, significando “a realidade que ja z com base na aparência; a essência manifesta e verdadeira de um assunto” (Cremer), por exemplo, Rm 9 .1; 2 Co 11.10; especialmente acerca da doutrina cristã, por exemplo, Gl 2.5, onde “a verdade do Evangelho” denota o “verdadeiro” ensino do Evangelho, em contraste com as perversões dele; Rm 1.25, onde “a verdade de Deus” pode ser “a verdade relativa a Deus” ou “Deus cuja excelência é uma verdade” : mas em Rm 15.8, “a verdade de Deus“ é indicativa da Sua fidelidade no cumprimento de Suas promessas conforme são mostradas em Cristo: a palavra tem força absoluta em Jo 14.6; 17.17; 18.37,38; em Ef 4.21, “como está a verdade em Jesus”, é a tradução correta, o significado não é meramente “verdade” ética, mas a “verdade” em toda a sua plenitude e âmbito, conforme está encarnada nEle; Ele era a expressão perfeita da verdade; isto é virtualmente equivalente à Sua declaração em Jo 14.6; (ò) no nominativo, “veracidade. verdade” , não meramente verbal, mas sinceridade e integridade de caráter (Jo 8.44; 3 Jo 3); (c) em frases, por exemplo, “em verdade”: epi. “com base de” (Mc 12.14; Lc 20.21); com en, “em” (2 Co 6.7; Cl 1.6: 1 Tm 2.7, “na verdade”; I Jo 3.18; 2 Jo 1,3,4).

Nota: Em Mt 15.27, ocorre o termo nai, “sim”.

D. Advérbios.

1. alethõs. “verdadeiramente, seguramente. certamente”, é usado em Mt 14.33; 26.73: 27.54: Mc 14.70: 15.39: Lc 9.27; 12.44: 21.3; Jo 6.14; 7.40; 17.8: At 12.11:1 Ts 2.13. Veja NA VERDADE, n° 3.

2. gnesiõs, “sinceramente, honestamente” (cognato de A, n° 3), c encontrado em Fp 2.20.1 Notas: (1) As partículas: ara, men e de são. às vezes, traduzidas por “verdadeiramente”. (2) Em 1 Co 14.25, o termo ontõs é traduzido por “verdadeiramente”. Veja CERTO. C. n° 1. NA VERDADE, n° 4.

Nenhum comentário:

Postar um comentário