Significado de Isaías 61

Significado de Isaías 61

Significado de Isaías 61


Isaías 61

61.1-11 — Esse é o quinto dos cânticos do Servo. Nesse cântico, a ênfase recai sobre a missão do Servo.

61.1 — O Espírito. Veja referências semelhantes em Isaías 11.2; 30.1; 42.1; 48.16; 59.21; Lc 3.22. A pessoa destacada de maneira tão proeminente nesse versículo é o mesmo Servo mencionado em Isaías 42.1; 49.1; 50.4; 52.13. Vários motivos apontam para essa identificação: (1) o Servo chama Deus de seu Senhor, o Senhor (compare com Is 50.4); (2) ele recebeu o Espírito do Senhor (compare com Is 42.1); (3) ele traz uma palavra de cura e libertação (compare o v. 1-3 com Is 42.7; 49.9; 50.4); (4) ele proclama o ano do Senhor (compare o v.2 com Is 49.8); (5) ele está envolvido com a aliança eterna (compare o v. 8 com Is 42.6; 49.8); (6) Jesus Cristo inaugurou seu ministério identificando-se com esse Servo (Lc 4.17-21). A passagem pode também se referir a Isaías, porém, se for o caso, o profeta é apenas uma sombra do trabalho de Cristo.

Ungiu. Essa expressão significa que o Servo é mais que um profeta, uma vez que apenas reis e sumos sacerdotes — com a exceção de Eliseu (1 Rs 19.16) — eram ungidos (Is 45.1).

O termo Messias (do hebraico), ou Cristo (do grego), significa o Ungido. Mansos também significa humildes, que, assim como contritos de coração, indica aqueles que esperam com confiança em Deus, apesar dos problemas que enfrentam (Is 11.4; SI 34.18; 51.17).

Proclamar liberdade provavelmente é uma alusão à inauguração oficial do Ano da Libertação, ou do Jubileu (Lv 25.10).

Cativos são aqueles mantidos escravos pelos ímpios (Is 58.6) ou presos na iniquidade em geral — e não aos exilados, como em Isaías 51.14- Presos, em Isaías 49.9, diz respeito em parte aos exilados; aqui significa apenas cativos.

61.2 — O ano aceitável do Senhor está vinculado ao dia da salvação (Is 49.8) e ao ano dos meus redimidos (Is 63.4). Nosso Deus. Veja uma aplicação semelhante desse termo em Isaías 25.9. Consolar todos os tristes. Veja passagens relacionadas a essa em Isaías 12.1; 49.13; Mateus 5.4.

61.3 — Um anfitrião oferecia aos convidados o óleo de gozo (SI 23.5; 45.7; Lc 7.46). Para que ele seja glorificado. Veja referências semelhantes em Isaías 44.23; 49.5.

61.4,5 — Os pronomes no plural referem-se aos judeus (Is 58.12) e aos gentios (Is 60.10). Destruídas de geração em geração. Veja Isaías 58.12; 60.10.

61.6 — Sacerdotes do Senhor. Com Cristo, eles farão intercessão a favor dos pecadores (Is 53.12; Êx 19.6; 1Pe 2.9; Ap 1.6).

61.7,8 — Perpétua alegria. Veja outras referências sobre a alegria eterna em Isaías 35.10; 51.11; 60.19,20.

61.9 — Será conhecida tem o sentido de conquistar renome.

No meio dos povos [...] bendita do Senhor. Trata-se do cumprimento das promessas feitas a Abraão (Is 41.8; 51.2; Gn 12.3).

61.10 — A primeira pessoa (eu) e minha alma referem-se à Sião personificada. Alegra é traduzido por gozo no versículo 3 (Is 65.18). Vestiu representa a condição glorificada do Servo (Is 47.2; 52.1; 59.17). Atavios é traduzido por ornamento no versículo 3.

Noiva. Veja uma descrição semelhante em Isaías 49.18.

61.11 — Faz brotar. Essa expressão descreve a salvação de Deus e também é encontrada em Isaías 42.9; 43.19; 45.8. Justiça aqui significa libertação. Para todas as nações. Veja passagens relacionadas em Isaías 52.10; 60.2,3.