2015/09/04

Significado de Jeremias 28

Significado de Jeremias 28 

Significado de Jeremias 28


Jeremias 28

28.1-17 — Os oráculos contra os falsos profetas passam a enfocar o confronto entre Jeremias e Hananias, que ocorreram pouco depois dos eventos apresentados no capítulo anterior, talvez logo em seguida.

O registro autobiográfico consiste de quatro movimentos:
(1) a profecia de libertação de Hananias (Jr 28.1-4);
(2) a resposta de Jeremias, julgue os resultados (Jr 28.5-9);
(3) a réplica de Hananias: dois anos até a libertação (Jr 28.10, 11); e
(4) a resposta de Jeremias: a Babilônia avança, Hananias morre (Jr 28.12-16); e o epílogo com relação à morte de Hananias (Jr 28.17).

28.1 — A expressão no mesmo ano refere-se ao tempo dos eventos registrados em Jr 27 (593 a.C.). O mês quinto era o mês de Abe (entre julho e agosto). Hananias era de Gibeão, localizada a quase 10 km a noroeste de Jerusalém, e cerca de 8 km a oeste da cidade natal de Jeremias, Anatote. Hananias significa o Senhor é gracioso.

28.2-4 — Hananias falou em nome do Senhor dos Exércitos, utilizando o Nome de Deus como Jeremias fez para introduzir uma mensagem solene de julgamento contra a Babilônia. Falando com base na ilustração de Jeremias a respeito do jugo (Jr 27), Hananias proclamou a mensagem contraditória de que o jugo [...] da Babilônia seria quebrado por Deus. Hananias acreditava que a mensagem do Senhor para Judá era de libertação iminente — depois de passados dois anos completos — de servidão ao rei da Babilônia. Hananias também profetizou o retorno dos utensílios santos levados por Nabucodonosor do templo de Deus. Além disso, Hananias acolhia a crença popular de que o reinado de Zedequias era ilegítimo e que Deus iria restaurar Jeconias (Joaquim) ao trono de Jerusalém.

28.5,6 — O discurso de Jeremias pode parecer sarcástico, mas certamente o profeta desejava que as palavras de Hananias viessem de Deus. Jeremias não desejava que o templo do Senhor fosse destruído e que os utensílios fossem levados para a Babilônia. Todavia a mensagem que ardia em seu íntimo dizia o contrário.

28.7-9 — Guerra, e mal, e peste. A mensagem de Hananias a respeito de paz e prosperidade era contrária à longa tradição dos genuínos profetas hebreus. Amós, Oséias, Miqueias, Joel e Naum falaram sobre julgamento e destruição contra grandes reinos como a Assíria e o Egito. Paz nesse contexto refere-se ao bem-estar e à plenitude resultantes da restauração da nação por Deus.

28.10,11 — Retirando o jugo do pescoço de Jeremias (cap. 27) e quebrando-o diante do povo, Hananias fez a declaração ousada. Assim quebrarei o jugo de Nabucodonosor [...] depois de passados dois anos completos, de sobre o pescoço de todas as nações. Esse anúncio contradizia todas as afirmações de Jeremias e defendia a rebelião contra a Babilônia por parte de Judá e das nações ao derredor, algo que o rei Zedequias sempre desejou.

28.12,13 — Após um período indefinido de tempo, veio a palavra do Senhor a Jeremias. O profeta de Deus foi instruído a retornar a Hananias com uma nova interpretação sobre o jugo. Pelo fato de Hananias ter quebrado os jugos de madeira originais, Deus iria substituí-los por jugos de ferro que não poderiam ser destruídos.

28.14 — Todas estas nações contra as quais Jeremias havia falado originalmente (emjr 27.1-11) serviriam a Nabucodonosor.

28.15,16 — Hananias não havia sido enviado por Deus, mas havia afastado o povo do Senhor com mentiras. Como resultado, Hananias seria lançado de sobre a face da terra e morreria naquele mesmo ano.

2 comentários:

Crismacleiton disse...

Essa passagem bíblica e muito forte hoje encontramos de certa forma muitos hananias dentro da igreja de Cristo

Unknown disse...

Hoje infelizmente as igrejas tem muitos Ananias querendo acabar com o povo e ainda profetizando mentiras que o senhor venha tirar todas as escamas dos nossos olhos em nome de Jesus

Postar um comentário