2015/09/04

Significado de Jeremias 30

Significado de Jeremias 30 

Significado de Jeremias 30



Jeremias 30

30.1-3.26 — Esta coletânea de oráculos tem sido chamada de Livro da Consolação. Ela contêm duas partes, a primeira lidando com a restauração física e espiritual de Israel e de Judá (Jr 30;31) e a segunda com a fé e a garantia das bênçãos de Deus para Seu povo (Jr 32;33). Os primeiros 29 capítulos contêm basicamente oráculos de julgamento contra Israel, Judá, seus líderes e as nações. O local e a data precisa das mensagens em Jeremias 30 e 31 não são bastante evidentes. Em Jeremias 32 pode ter sido registrado no final do reinado de Zedequias.

30.1,2 — Os oráculos de Jeremias foram registrados pelo escriba Baruque (Jr 36). Livro refere-se a qualquer tipo de meio de escrita, desde um tablete de argila a um rolo de pergaminho. Os oráculos de Jeremias foram registrados em um rolo (Jr 36.2).

30.3 — E a possuirão. A posse da terra, assim como ocorreu originalmente sob a liderança de Josué, seria responsabilidade do remanescente fiel que vivesse de acordo com as estipulações da aliança.

30.4-11 — Esse trecho poético reconta os esforços do povo de Deus no exílio e a libertação do cativeiro. Os teólogos sugerem a data de 588 a.C. para o registro desse trecho, porém isso continua em debate. O versículo 4 serve de título para a coletânea de oráculos nos Jeremias 30.5-24.

30.5,6 — Voz de tremor [...] temor [...] não de Paz. Os ouvintes de Jeremias eram as nações de Judá e de Israel, que haviam experimentado o terror do Dia do Senhor (J1 1.1-2.11; Am 5.18-20). Mãos sobre os lombos simboliza a agonia do povo de Deus, que havia se tornado como mulheres grávidas indefesas, em trabalho de parto, perante seus inimigos (Jr 4.31; 6.24).

30.7-9 — O incomparável dia do Senhor era um período proposital de terror e desespero para Israel e Judá, do qual o Senhor iria salvá-los. Jeremias expressou a esperança de ser libertado do cativeiro do jugo da Babilônia no tempo oportuno de Deus (Jr 25.12) e não o segundo o tempo dos homens (Jr 28.11). Então Israel não mais serviria a estrangeiros em terras estranhas e nem mesmo em seu próprio território. Em vez disso, o povo de Deus iria servir ao Senhor, seu Deus, como também a Davi, seu rei. O Senhor iria levantar um rei messiânico da linhagem de Davi para governar a nação (Is 9.7; 11.1; Os 3.5).

30.10,11 — Meu servo. O uso desse termo em relação a Israel e Judá faz um paralelo com Is 42.1; 44.1. A esperança da nação era descanso, tranquilidade na ausência de problemas externos e internos, e sossego, segurança e paz como resultado de sua confiança no Senhor.

30.12 — Teu quebrantamento é mortal, e a tua chaga é dolorosa. O julgamento de Deus havia trazido muitos danos à nação, uma ferida que causaria a morte a menos que o Senhor interviesse.

30.13 — Curado nesse trecho refere-se ao crescimento de pele nova sobre uma ferida aberta.

30.14 — Os amantes de Israel eram nações como a Assíria, o Egito, a Fenícia, Amom, e Edom, com quem havia feito alianças políticas e religiosas. Essas nações haviam esquecido de Judá rapidamente; perderam parte de sua força ou foram derrotadas por Nabucodonosor. O Egito, por exemplo, havia dado apoio à rebelião de Zedequias, mas foi derrotado em 588 a.C. por N a bucodonosor. Quando o exército egípcio retirou-se para além do rio do Egito, as tropas babilônicas lançou um cerco contra Jerusalém e a destruíram, em 586 a.C. (Jr 37.1-5).

30.15 — Maldade [...] pecados. Esses termos são retirados do v. 14, enfatizando o caráter do povo e reforçando os motivos para o julgamento. O lamento aplica-se tanto para o pecado como para suas consequências.

30.16,17 — A restauração e a cura de Israel ocorreram de duas maneiras, a retribuição contra seus inimigos e a cura de suas feridas. Quatro termos são apresentados para designar a justiça de Deus em retribuição: os que devoram serão devorados; adversários irão para o cativeiro; os que roubam serão roubados, os que despojam serão vítimas de despojo. A cura veio como promessa diante do arrependimento do povo (Jr 3.22; 33.6), a mudança de sua situação incurável (Jr 8.22; 30.12).

30.18-22 — A restauração é descrita com termos mais concretos do que em contextos anteriores. A recuperação é detalhada por meio de moradas (v. 18), muito gozo e ações de graça (v. 19), vida em comunidade (v. 20) e liderança local (v. 21). Israel seria novamente do Senhor (v. 22).

30.18 — Tendas de Jacó [...] moradas [...] cidade [...] palácio. Essas expressões enfatizam o trabalho de Deus na reconstrução de casas e cidades para os exilados que retornavam, desde os camponeses até os membros da corte.

30.19 — Em vez de voz de lamento, temor e tremor ecoando pela terra (Jr 4-31; 30.5), o som de louvor e júbilo iria reverberar. A palavra louvor refere-se a um tipo de elogio. Júbilo sugere riso e divertimento.

30.20 — Toda a comunidade com seus filhos e sua congregação seria reunida para levar adiante seu propósito como povo escolhido de Deus. Qualquer opressor que violasse a ordem social seria punido.

30.21,22 — Os líderes de Israel não seriam mais designados por intermédio de reis estrangeiros, e governantes estrangeiros não iriam mais dominar as terras de Israel.

30.23,24 — Esses versículos são essencialmente uma reiteração de Jr 23.19,20. Nesse contexto, confirmam a nova compreensão de Israel a respeito de Deus e dão garantia ao povo de que o Senhor iria lançar o julgamento sobre seus inimigos e opressores.

Índice: Jeremias 1 Jeremias 2 Jeremias 3 Jeremias 4 Jeremias 5 Jeremias 6 Jeremias 7 Jeremias 8 Jeremias 9 Jeremias 10 Jeremias 11 Jeremias 12 Jeremias 13 Jeremias 14 Jeremias 15 Jeremias 16 Jeremias 17 Jeremias 18 Jeremias 19 Jeremias 20 Jeremias 21 Jeremias 22 Jeremias 23 Jeremias 24 Jeremias 25 Jeremias 26 Jeremias 27 Jeremias 28 Jeremias 29 Jeremias 30 Jeremias 31 Jeremias 32 Jeremias 33 Jeremias 34 Jeremias 35 Jeremias 36 Jeremias 37 Jeremias 38 Jeremias 39 Jeremias 40 Jeremias 41 Jeremias 42 Jeremias 43 Jeremias 44 Jeremias 45 Jeremias 46 Jeremias 47 Jeremias 48 Jeremias 49 Jeremias 50 Jeremias 51 Jeremias 52

2 comentários:

Cicera Huberlândia disse...

Gostei muito, tirei dividas

Cicera Huberlândia disse...

Muito bom tirei minha dúvida

Postar um comentário