2015/09/04

Significado de Jeremias 43

Significado de Jeremias 43 

Significado de Jeremias 43


Jeremias 43

43.1-3 — O povo já havia decidido seguir para o Egito para escapar do possível perigo trazido pela Babilônia. Azarias e Joanã falaram contra o conselho dado por Jeremias em Jeremais 42.9-22. Assim como os líderes de Jerusalém haviam se pronunciado antes da queda da cidade, os novos líderes do remanescente indiretamente afirmaram que a mensagem de Deus era falsa. Baruque foi acusado de influenciar Jeremias a declarar uma mensagem enganosa que resultaria na captura do povo. Baruque aqui é visto por um ângulo diferente do apresentado em passagens anteriores, onde era apenas um escriba ou emissário. Aqui o fiel escriba figura como um líder influente e eficiente.

43.4-9 — Joanã liderou a migração para o Egito, contra a direção do Senhor declarada por Jeremias. A caravana viajou até Tafnes, uma cidade no limite oriental do delta do Nilo (Jr 2.16).

43.10,11 — Esse oráculo de julgamento ecoa pronunciamentos anteriores contra Judá, identificando Nabucodonosor como o servo do Senhor (Jr 25.9; 27.6). As pedras simbolizavam o forte alicerce do império de Nabucodonosor, o ponto a partir do qual ele iria ampliar sua tenda. Morte [...] cativeiro [...] espada. Um julgamento severo é pronunciado contra o Egito, incluindo um julgamento contra o povo desobediente de Judá.

43.12,13 — O julgamento de destruição estendia- se aos templos dos deuses egípcios. A destruição dos templos egípcios foi realizada por Essaradom da Assíria no sétimo século a.C., e novamente por Cambises da Pérsia no sexto século a.C. Bete-Semes (casa do sol) era o templo do deus-sol Rá. Esse edifício era conhecido por suas duas fileiras de colunas, ou obeliscos entalhados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário