2015/11/24

Romanos 14 — Interpretação Bíblica

Romanos 14 — Interpretação Bíblica

Romanos 14 — Interpretação Bíblica


Não julgue os seus irmãos na fé 14.1-12
Agora, Paulo trata de questões que estavam causando divisão entre os cristãos daquele tempo. Nem todos pensavam e agiam do mesmo modo em questões de comida e bebida (vs. 2,21) e observância de certos dias (v. 5). Os fortes na fé eram tentados a desprezar os fracos, e os fracos eram tentados a julgar e condenar os fortes (vs. 1,3-4,10). Paulo mostra que essas diferenças não podem dividir a comunidade cristã. Nosso dever é aceitar uns aos outros como irmãos na fé (ver também 1Co 8.1-12; 10.23-33; Cl 2.16-17). Também não nos compete julgar o outro, pois quem nos julga é o Senhor (vs. 4,10).
14.1 quem é fraco na fé Paulo nota que há cristãos que são fortes na fé (Rm 15.1) e cristãos que são fracos (ver Rm 6.19, n.). Isso lembra o que Jesus ensinou a respeito dos “pequeninos” na fé (ver Mc 9.42, n.).
14.2 crêem que podem comer de tudo Cl 2.16-17.
14.4 Quem é você para julgar o escravo de alguém? O único que pode julgar seus servos e servas é Deus (v. 10; 2Co 5.10; Tg 4.11-12). Isso não significa que não se pode mostrar a um irmão que ele está errado, como Jesus ensinou (Mt 18.15-17) e o próprio Paulo recomendou (1Co 5.1-13).
14.5 pensam que certos dias são mais importantes Cl 2.16-17. Cada um deve estar bem firme nas suas opiniões Paulo está falando sobre opiniões e práticas que não são contra a fé cristã. É possível comer de tudo para honrar o Senhor e também deixar de comer para honrar o Senhor (v. 6; ver também os vs. 13,23). No entanto, mais importante que nossas opiniões é viver e morrer para o Senhor (vs. 7-9).
14.7 nenhum de nós vive para si mesmo 2Co 5.15.
14.9 para ser o senhor Fp 2.11.
14.10 você... condena Isto é, você, que é fraco na fé, condena aquele que é forte na fé. E você... despreza Isto é, você, que é forte na fé, despreza aquele que é fraco na fé estaremos diante de Deus para sermos julgados por ele Ver Rm 2.5-6, n. 2Co 5.10.
14.11 as Escrituras Sagradas dizem Is 45.23 de acordo com a Septuaginta; ver também Fp 2.10-11.
Não faça os seus irmãos caírem 14.13-23
O mais importante é procurar o bem dos outros e não o próprio bem. A maior responsabilidade cai sobre o cristão que é forte na fé; ele não deve fazer coisa nenhuma, mesmo que isso não seja pecado, que prejudique o irmão que é fraco na fé (v. 15; 1Co 8.13).
14.14 estar unido com o Senhor Ver Intr. 2.6. nada é impuro em si mesmo V. 20; Mc 7.18-19; At 10.15; 1Tm 4.4; Tt 1.15. então ela fica impura Isso porque, se comer qualquer coisa que ela considera impura, a pessoa vai contra a sua própria consciência.
14.15 a pessoa por quem Cristo morreu 1Co 8.9-12.
14.17 não é uma questão de comida ou de bebida 1Co 8.8; Hb 13.9.
14.19 procuremos Muitos dos melhores manuscritos trazem “procuramos”.
14.20 o que Deus fez A fé dos irmãos fracos. Também pode ser visto como referência à paz e ao fortalecimento na fé (v. 19). Todos os alimentos podem ser comidos Mc 7.18-19; At 10.15.
14.22 guarde entre você mesmo e Deus o que você crê Isto é, o irmão forte na fé não deve estar sempre dando a sua opinião a respeito da liberdade que se tem nessas questões (“nada é impuro em si mesmo”, v. 14; “todos os alimentos podem ser comidos”, v. 20), se com isso leva o irmão fraco na fé a ficar triste (v. 15) ou cair em pecado (v. 21). No entanto, há ocasiões em que esta regra não deve ser seguida, como aconteceu em Antioquia (Gl 2.11-14).
14.23 E o que não se baseia na fé é pecado Quando um cristão faz alguma coisa que vai contra o que ele crê, ele está pecando.


Índice: Romanos 1 Romanos 2 Romanos 3 Romanos 4 Romanos 5 Romanos 6 Romanos 7 Romanos 8 Romanos 9 Romanos 10 Romanos 11 Romanos 12 Romanos 13 Romanos 14 Romanos 15 Romanos 16

Nenhum comentário:

Postar um comentário