Interpretação de Cânticos 1



Interpretação de Cânticos

Interpretação de Cânticos 1

(Interpretação da Bíblia)



A Afeição Mútua Entre o Esposo e a Esposa. 1:1 - 2:7.
Cantares 1
A. Título. A Virgem Expressa o Seu Amor pelo Seu amado. 1:1-4.
1. Em relação a este versículo veja a Introdução.
2. A esposa fala em primeiro lugar, expressando eloquentemente seu grande amor e anseio pelo seu amante. Beija-me. Não a expressão de simples desejo sensual. Nas Escrituras o beijo é frequentemente mencionado como uma expressão de amor profundo e puro (Rm. 16:16; I Ts. 5:26; I Pe. 5:14). O uso que a esposa faz dos pronomes ele e seu dá a ideia da espontaneidade com a qual esta expressão de amor explode dos seus lábios. Não há necessidade de se recorrer à tradução de tu e teu como na E.R.A.; oscilações no uso das pessoas ocorre frequentemente no hebraico (cons. Dt. 32:13-15; Jr. 2:2, 3; Os. 4:6; Zc. 9:13, 14). O vinho geralmente se associa ao gozo e à alegria (Jz. 9:13; Sl. 104:15; Pv. 31:6; Ec. 10:19). Pode também expressar a alegria espiritual que vem da posse dos dons da graça de Deus (Is. 55:1; Joel 3:18; Amós 9:13). Mas melhor do que o vinho que alegra o coração é o amor do esposo pela esposa.
3. Unguentos. Os unguentos eram itens indispensáveis no Oriente. O clima quente tomava necessários os banhos frequentes, depois dos quais a pele era tratada com óleos perfumados (cons. II Cr. 28:15; II Sm. 14:2; Dn. 10:13; Mt. 6:17). O teu nome. Não simplesmente como um símbolo de identificação. O nome de uma pessoa costumava dizer algo específico a respeito dela (Êx. 2:10). Podia até mesmo dar a ideia de todo o seu caráter (Mt. 1:21). A esposa está falando do caráter esplêndido de seu esposo e da fama que ele tem por toda Parte. Por causa dessas características notáveis, as virgens o amam. Em sua admiração sem limites, a esposa não pode deixar de se lembrar da grande afeição que as outras virgens também sentem pelo seu esposo. A palavra para virgem (hebraico ‘almâ) usa-se em relação a uma jovem em idade de se casar e que ainda é solteira (Gn . 24:43; ÊX. 2:8; Is. 7:14 e Mt. 1:23; Sl. 68:25; PV. 30:19).
4. A esposa já está perto do seu amante, tendo sido introduzida nas suas recâmaras, mas ela anseio por estar em sua presença imediata. O rei aqui mencionado é Salomão. Aqueles que interpretam tipicamente acham que esta e expressões semelhantes se referem a Cristo. E nos alegraremos. A esposa deseja partilhar a sua alegria com os outros; a referência é às virgens mencionadas no versículo 3. Essas virgens não se enganam quanto à afeição que dedicam ao rei; ele a merece inteiramente.
B. A Esposa às Filhas de Jerusalém. 1:5, 6.
5. Estou morena, porém formosa. A exposição ao sol tornou morena a pele da esposa, mas ela não perdeu com isso a sua boa aparência. Mesmo estando morena como as tendas de Quedar, ainda é agradável como as cortinas de Salomão. Quedar era um filho de Ismael (Gn. 25:13). As tendas da tribo nômade descendente dele (Jr. 2:10; Sl. 120:5) eram feitas de peles de cabras negras ou marrons. A referência hiperbólica feita às tendas enfatiza a pele escura da jovem. As cortinas de Salomão deveriam ser muito lindas; e apesar de sua pele escura, a esposa era tão linda quanto aquelas. O significado alegórico de “negro (AV) por causa do pecado, mas agradável por causa da graça” é o que geralmente se sugere.
6. Os filhos de minha mãe se indignavam contra mim. A jovem não deve ser acusada por causa de sua atual pele escura. Por uma razão não mencionada seus irmãos ficaram zangados com ela e a puseram para cuidar das vinhas. Foram ao ponto de não consentirem que ela cuidasse de sua própria vinha. Contudo, esse tratamento áspero não prejudicou a sua boa aparência e não evitou que o rei a amasse de maneira especial.
C. A Jovem para o Seu Amado Distante e a Resposta. 1:7, 8.
7. Dize-me . . . onde apascentas o teu rebanho. O amor genuíno que sente pelo amado desperta uma saudade constante de estar em sua presença imediata. O livro destaca isto diversas vezes apresentando os dois amantes separados um do outro. O rei é descrito como um pastor; certamente uma designação adequada. Para que não ande eu vagando, uma referência às prostitutas (Gn. 38:14). O verdadeiro amor quer evitar qualquer aparência de infidelidade e impureza.
8. Sai-te pelas pisadas dos rebanhos, e apascenta os teus cabritos. Aqui não se declara quem responde à pergunta da jovem. O pensamento expresso pela resposta é que tudo o que a esposa tem a fazer é cumprir suas obrigações de esposa do rei. Estas obrigações ela deve realizar perto das tendas dos pastores, isto é, na presença dos outros; e tal serviço fiel,confirmará sua reputação imaculada.
D. O Esposo e a Esposa, Um ao Outro. 1:9-17.
9. Às éguas ... te comparo. Fala o rei. Os cavalos eram conhecidos pela sua força e beleza e eram geralmente lindamente ornamentados. Uma bela descrição de um cavalo se encontra em Jó 39:19-25. Salomão possuía grande número de cavalos e carros (I Reis 4:26; 10:26), muitos dos quais tinham vindo do Egito (I Reis 10:28, 29). A comparação sugere a beleza estonteante da esposa e as características de sua notável personalidade.
10. Formosas são as tuas faces entre os teus enfeites. A descrição dada aqui continua com ainda maiores detalhes no capítulo 4. Os ornamentos acentuavam a beleza de suas faces e do pescoço da esposa.
11. . . . te faremos. O rei promete novos ornamentos do seu amor para realçar sua beleza ainda mais (cons. Ez. 16: 11).
12. A esposa começa a falar. O hebraico poderia também ser traduzido para: Enquanto o rei estiava em seu leito. O nardo era uma planta perfumada da Índia da qual se extraía óleo aromático, muito precioso e grandemente procurado (Mc. 14:3-5). O cheiro suave do nardo é um símbolo do amor da esposa.
13,14. A mirra era uma substância perfumada preparada com uma planta que também vinha da Índia. Era usada com diversos propósitos (cons. Sl. 45:8; Pv. 7:17; Et. 2:12). As mulheres costumavam usar pequenos saquinhos contendo mirra entre os seios. A mirra estava entre os presentes que os Magos ofereceram a Jesus (Mt. 2:11). A hena é uma planta com fragrantes flores amarelas e brancas. Na Palestina se encontrava especialmente no vale do En-Gedi, um oásis na praia ocidental do Mar Morto. Estas comparações sugerem a grande estima que a esposa tinha pelo seu amado.
15. Eis que és formosa, ó querida minha. O esposo retoma a palavra, elogiando novamente a notável beleza de sua esposa. Aparentemente é a resplandecente beleza dos olhos da esposa e não a sua pureza e inocência que faz o amado pensar nas pombas, pois nesta passagem é a beleza física da esposa que está sendo enfatizada. O intérprete alegórico insistirá que a beleza da esposa é um dom da graça de Deus.
16. A esposa responde, chamando-o de belo, como ele fez a ela. Então, imediatamente, ela se volta para uma descrição do cenário imaginário que serve de pano de fundo para o grande amor recíproco entre os amados. Considerando que todos os outros detalhes do contexto imediato são figurados, não é necessário aqui que se imagine um lugar real ao ar livre ou uma cabana de folhas construída sobre o terraço de uma casa. 

Interpretação de Cânticos 1 Interpretação de Cânticos 1 Reviewed by Biblioteca Bíblica on sexta-feira, janeiro 22, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.