2016/05/10

Interpretação de Cânticos 5

Interpretação de Cânticos

Interpretação de Cânticos 5

(Interpretação da Bíblia)



A Resposta do Esposo a Sua Esposa e uma Convocação feita aos Dois Amantes. 5:1.
1a. Atendendo ao convite da esposa, o rei agora diz que ele vem e desfruta dos excelentes frutos do seu jardim, a sua esposa. A reunião dos dois amantes, tão profundamente apaixonados um pelo outro, é o que se tem em vista novamente.
1b. É melhor não compreender estas palavras como parte do parágrafo precedente. Alguém (possivelmente mais de uma pessoa), não sabemos quem, fala aqui exortando os dois amantes a se deleitarem plenamente um na presença do outro. Este convite forma o clímax adequado à descrição que o esposo faz da beleza diferente de sua esposa.
E. O Sonho da Esposa Saudosa do Seu Esposo. 5:2-7.
2. A primeira declaração aqui dá a ideia de que aquilo que está para ser descrito aconteceu em um sonho. O conteúdo deste sonho deve ser entendido como formando a introdução das expressões de amor e descrição da aparência do esposo em 5:8-16. Em 5:2 o poeta está eficientemente representando o esposo que vem para sua esposa após ter caminhado muito através da noite, conforme se evidencia pelo orvalho que umedeceu os seus cabelos.
3. Já despi a minha túnica. A desculpa que a esposa apresenta para deixar de abrir a porta para o seu amado. No Oriente, quer se ande descalço ou de sandálias, os pés sempre ficam sujos, havendo necessidade de que se os lave com frequência.
4. Por uma fresta. Não pôs a mão sobre o trinco (RSV; Berkeley). Em acontecimentos dentro de um sonho não se deve pressionar a exatidão nos detalhes. Através de um tipo de abertura o esposo coloca a sua mão, a fim de abrir a porta. Vendo isto, a esposa fica grandemente excitada (cons. v. 5) e vencendo sua relutância ela se levanta para abrir a porta. Tocando a tranca, seus dedos e mãos gotejam a mirra que o esposo ali derramou.
6. A minha alma se derreteu quando . . . me falou dá uma razão adicional para que deixasse de lhe abrir a porta imediatamente; o som da voz dele deixou-a acabrunhada.
7. Em lugar de encontrar o seu amado, ela se depara com a desgraça. Como no sonho anterior (cap. 3), ela se encontra com os guardas. Mas desta vez, pensando que fosse uma mulher de má reputação vagando pelas ruas da cidade, eles a espancam e lhe tomam o manto. Então o sonho se desfaz.
F. Diálogo Entre a Esposa e as Filhas de Jerusalém. 5:8 - 6:3. O sonho que precede esta seção introduz uma -separação entre os dois amantes. Esta separação toma-se agora a base de renovadas declarações de amor e devoção entre os parceiros.
8. Que lhe direis? Que desfaleço de amor. Desta vez é a noiva que dá expressão ao seu profundo sentimento de amor pelo esposo. Não tendo sido capaz, em seu sonho, de encontrar o seu amado, agora apela urgentemente às (ilhas de Jerusalém a que, se o encontrarem, lhe falem do seu grande amor (cons. 2:7; 3:5).
9. Que é o teu amado mais do que outro amado? Esse apelo urgente leva essas jovens a perguntarem o que há de tão especial” a respeito do seu amado. Sua pergunta dá oportunidade à noiva de descrever a aparência notável do esposo.
10. O mais distinguido entre dez mil. Sua aparência é tal que entre dez mil ele é facilmente distinguível.
11. A cabeça . . . como o ouro mais apurado ilustra a nobreza que se irradia de sua cabeça e rosto.
12. Em relação aos olhos ... como os das pombas veja comentário sobre 1:15. A deslumbrante beleza da pomba é particularmente destacada quando ela se assenta junto a ribeiros de águas. Lavados em leite se refere ao branco dos olhos.
13. Canteiros de bálsamo. Literalmente, elevações de plantas. A RSV, com uma pequena variação no original hebraico, traduz: fragrância dócil. Contudo, elevações deveria ser aceito, uma vez que se refere à plenitude das maçãs do rosto.
14-16. Suas mãos .. . seu falar. A esposa prossegue descrevendo outros aspectos físicos do seu amado, cada um dos quais ela acha sobremodo lindo. Finalmente, ela exclama para as filhas de Jerusalém: Tal é o meu amado, tal o meu esposo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário