2016/09/13

Baleia — Estudos Bíblicos



BALEIA
Está em foco, principalmente, o animal que engoliu o profeta Jonas (ver Jon. 1:17 ss ), e que nossa versão portuguesa traduz por ”grande peixe”.
Dois pontos deveríam ser enfatizados 1. O elemento miraculoso é ressaltado desde o começo do relato: “Preparou o Senhor um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites no ventre do peixe”. (Jonas 1:17) 2. O Senhor Jesus declarou que o episódio era factual, e não fictício: “...assim como esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim o Filho do homem estará três dias e três noites no coração da terra” ( Mat. 12:40). No hebraico, em Jonas, a palavra significa “peixe”. Em Mateus, a palavra grega significa “monstro marinho”.
Muita discussão tem havido sobre a natureza do animal envolvido no caso. Alguns estudiosos pensam que a tradução “peixe” não é possível e nem necessária, pois sabe-se de episódio em que homens têm sido engolido por baleias, para serem vomitados em seguida. As baleias podem engolir até mesmo animais de maior porte e peso que um homem, como os golfinhos e focas. Todavia, o fato de que o hebraico diz “peixe” parece conclusivo, sobretudo diante do fato de que no hebraico há uma palavra especialmente reservada para indicar a baleia, a qual não é usada no episódio que vitimou Jonas.
O que realmente importa no relato, todavia, não é qual animal engoliu o profeta, se um mamífero ou um peixe, e, sim, tudo que envolveu um milagre providencial de Deus, que Jesus usaria como ilustração do período em que Ele jazeria sepultado, entre Sua morte e ressurreição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário