2016/12/11

Explicação de Salmos 10

Explicação de Salmos 10

Explicação de Salmos 10




Salmos 10 

10.1 O justo, ao sofrer, começa a duvidar se Deus realmente vê suas dificuldades, e se realmente vai acudir. Às vezes, quando as preocupações nos transtornam sobremodo, parece que Deus está mais distante, escondido, porém Ele está mais perto de nós que o ar que respiramos.
10.2-11 Uma descrição completa do homem mau. • N. Hom. O perverso é arrogante, v. 2; o perverso é jactancioso, v. 3; o perverso é cheio de soberba; v. 4; o perverso pensa ser auto-suficiente, vv. 5 e 6; o perverso é traiçoeiro, vv. 7-10.
10.8 É provável que aqui não se descrevem apenas os assaltantes, mas também as pessoas que, sem violência de sangue, oprimem os pobres, os desamparados e as pessoas de boa fé, mediante a extorsão, a chantagem, a vigarice o comércio injusto, a mentira, o engano e o aproveitar-se da desgraça alheia, só prestando alguma ajuda mediante grandes somas; entre essas pessoas, acham-se os falsos profetas, (Mq 3.1-12).
10.11 O ímpio pratica todo mal que sua mente lhe possa sugerir (7.14), porque desconhece que vai ter de prestar contas perante Deus. Por isso, no Dia do julgamento, conhecerão a Deus, não como amantíssimo Pai Celestial, mas como juiz inflexível e onipotente. Deus não ignora nenhum dos seus atos e deles não se esquece jamais. Tem perpetuamente, gravados perante Si todos os atos, tanto dos ímpios, como dos justos (Hb 4.13).
10:12-14 Diferentemente do ímpio, o filho de Deus sabe que não está relegado ao esquecimento, e que Deus realmente o contempla e ajuda; sabe que os ímpios serão, finalmente, levados ao julgamento.
10.15-18 A confiança do salmista se alicerça no fato de que Deus reina eternamente, “ O Senhor é rei eterno” (v. 16). É por esta causa que consolará os retos e condenará os maus.

Índice: Salmo 10 Salmo 11 Salmo 12 Salmo 13 Salmo 14 Salmo 15 Salmo 16 Salmo 17 Salmo 18 Salmo 19 Salmo 20 Salmo 21



Nenhum comentário:

Postar um comentário