Resumo de Jeremias 15

Resumo de Jeremias 15

Resumo de Jeremias 15



Jeremias 15

Quando deixamos o profeta, no encerramento do capítulo anterior, tão comoventemente derramando as suas orações diante de Deus, tínhamos motivos para esperar que nesse capítulo fôssemos encontrar Deus reconciliado com a terra e o profeta trazido a um quadro calmo e tranquilo. Mas, para nossa grande surpresa, encontramos um quadro muito diferente. I. Apesar das orações do profeta, Deus aqui confirma a sentença dada contra o povo, e os entrega à ruína, não dando ouvidos a todas as intercessões feitas por eles (vv. 1-9). II. O próprio profeta, apesar da satisfação que tinha na comunhão com Deus, ainda se acha intranquilo e nervoso: 1. Ele se queixa a Deus da sua luta contínua com os seus perseguidores (v. 10). 2) Deus lhe assegura que ele ficaria sob uma proteção especial, embora houvesse uma desolação geral vindo sobre a terra (vv. 11-14). 3) Ele apela a Deus alegando a sua sinceridade no desempenho do seu ofício profético, e considera difícil não ter mais o seu conforto (vv. 15-18). 4) Uma nova garantia lhe é dada de que, sob a condição de que ele continue fiel, Deus continuará com o seu cuidado por ele, concedendo-lhe também o seu favor (vv. 19-21). E assim, por fim esperamos que ele tenha, novamente, a alegria em sua própria alma.

Índice: Jeremias 1 Jeremias 2 Jeremias 3 Jeremias 4 Jeremias 5 Jeremias 6 Jeremias 7 Jeremias 8 Jeremias 9 Jeremias 10 Jeremias 11 Jeremias 12 Jeremias 13 Jeremias 14 Jeremias 15 Jeremias 16 Jeremias 17 Jeremias 18 Jeremias 19 Jeremias 20 Jeremias 21 Jeremias 22 Jeremias 23 Jeremias 24 Jeremias 25 Jeremias 26 Jeremias 27 Jeremias 28 Jeremias 29 Jeremias 30 Jeremias 31 Jeremias 32 Jeremias 33 Jeremias 34 Jeremias 35 Jeremias 36 Jeremias 37 Jeremias 38 Jeremias 39 Jeremias 40 Jeremias 41 Jeremias 42 Jeremias 43 Jeremias 44 Jeremias 45 Jeremias 46 Jeremias 47 Jeremias 48 Jeremias 49 Jeremias 50 Jeremias 51 Jeremias 52