terça-feira, 30 de junho de 2009

introdução bíblica, livro de primeira pedro, carta de pedro, teologia, estudos biblicosEscritor: Pedro
Lugar da Escrita: Babilônia
Escrita Completada: c. 62-64 EC

O livro de Primeira Pedro é o de número 60 no cânon das cartas inspiradas. À medida que os cristãos primitivos divulgavam as excelências de Deus, a obra do Reino prosperava e aumentava em todo o Império Romano. Contudo, surgiram alguns mal-entendidos a respeito desse grupo zeloso. Por um lado, sua religião originara-se de Jerusalém e dentre os judeus, e alguns os confundiam com os judeus fanáticos de mentalidade política, que se agastavam com o jugo romano e eram uma constante fonte de dificuldades para governadores locais. Ademais, os cristãos eram diferentes no sentido de que se recusavam a oferecer sacrifícios ao imperador ou a participar nas cerimônias religiosas pagãs da época. Falava-se mal deles e tinham de suportar muitas tribulações por causa da fé. No tempo certo, e com previsão que denotava inspiração divina, Pedro escreveu sua primeira carta, encorajando os cristãos a permanecerem firmes e aconselhando-os sobre como se conduzirem sob Nero, o César daquele tempo. Esta carta mostrou ser muitíssimo oportuna em vista da tempestade de perseguição que se abateu quase imediatamente depois.

Ter sido Pedro o escritor fica estabelecido nas palavras iniciais. Ademais, Irineu, Clemente de Alexandria, Orígenes e Tertuliano citam da carta, mencionando Pedro como seu escritor. A autenticidade de Primeira Pedro acha-se tão bem atestada como quaisquer outras das cartas inspiradas. Eusébio nos diz que os anciãos da igreja usavam amplamente a carta; na sua época, (c. 260-342 EC) não havia dúvida quanto à sua autenticidade. Inácio, Hermas e Barnabé, de princípios do segundo século, fizeram referências a ela. Primeira Pedro está em plena harmonia com o restante das Escrituras inspiradas e apresenta uma poderosa mensagem para os cristãos judeus e não-judeus que moravam como “residentes temporários espalhados por Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia” — regiões da Ásia Menor. — 1 Ped. 1:1.

Quando foi escrita a carta? O seu teor indica que os cristãos sofriam provações, quer da parte de pagãos, quer dos judeus não-convertidos, mas que a campanha de perseguição de Nero, desencadeada em 64 EC, ainda não havia começado. É evidente que Pedro escreveu a carta pouco antes disso, provavelmente entre 62 e 64 EC. Estar Marcos ainda com Pedro fortalece esta conclusão. Durante o primeiro encarceramento de Paulo em Roma (c. 59-61 EC), Marcos estava com Paulo, mas em vias de viajar para a Ásia Menor; e na época do segundo encarceramento de Paulo (c. 65 EC), Marcos estava para juntar-se novamente a Paulo em Roma. (1 Ped. 5:13; Col. 4:10; 2 Tim. 4:11) No ínterim, ele teria tido oportunidade de estar com Pedro em Babilônia.

Onde foi escrita Primeira Pedro? Embora os comentaristas bíblicos concordem sobre a autenticidade, a canonicidade, a autoria e a data aproximada da escrita, eles divergem quanto ao lugar da escrita. Segundo o testemunho do próprio Pedro, ele escreveu sua primeira carta enquanto estava em Babilônia. (1 Ped. 5:13) Mas alguns afirmam que ele escreveu de Roma, dizendo que “Babilônia” era um nome críptico para Roma. A evidência, contudo, não apóia tal conceito. Em parte alguma a Bíblia indica que Babilônia especificamente se referisse a Roma. Visto que Pedro dirigiu a sua carta aos nos literais Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, segue-se logicamente que sua referência a Babilônia era ao lugar literal que tinha este nome. (1:1) Havia bons motivos para Pedro estar em Babilônia. Ele fora incumbido de levar ‘as boas novas aos circuncisos’, e havia uma grande população judia em Babilônia. (Gál. 2:7-9) A Encyclopaedia Judaica, ao considerar a produção do Talmude babilônico, refere-se às “grandes academias [do judaísmo] de Babilônia” durante a Era Comum.

As Escrituras inspiradas, incluindo as duas cartas escritas por Pedro, não mencionam ter ele ido a Roma. Paulo fala de estar em Roma, mas nunca se refere a Pedro como estando ali. Embora Paulo mencione 35 nomes em sua carta aos romanos e envie cumprimentos por nome a 26, por que não menciona Pedro? Simplesmente porque Pedro não estava lá naquela ocasião! (Rom. 16:3-15) A “Babilônia” de onde Pedro escreveu sua primeira carta era evidentemente a Babilônia literal às margens do rio Eufrates, na Mesopotâmia.

Um comentário:

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos