segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Posted by Eduardo G. Junior In , | 4 comments
CRISTÃOS, OBRIGATÓRIO, SÁBADO
Jesus, que era judeu sob a Lei, observava o sábado assim como a Palavra de Deus (não dos fariseus) mandava. Sabia que era lícito fazer coisas excelentes no sábado. (Mt 12:12) Todavia, as inspiradas Escrituras Cristãs declaram que “Cristo é o fim da Lei” (Ro 10:4), o que resulta em os cristãos estarem “exonerados da Lei”. (Ro 7:6) Nem Jesus nem seus discípulos faziam uma distinção entre as leis chamadas morais e cerimoniais. Citavam outras partes da Lei, bem como os Dez Mandamentos, e consideravam toda a Lei de igual obrigação para os que estavam sob ela. (Mt 5:21-48; 22:37-40; Ro 13:8-10; Tg 2:10, 11) As Escrituras declaram especificamente que o sacrifício de Cristo “aboliu . . . a Lei de mandamentos, consistindo em decretos”, e que Deus “apagou o documento manuscrito que era contra nós, que consistia em decretos . . . e Ele o tirou do caminho por pregá-lo na estaca de tortura”. O que foi ‘abolido’, ‘apagado’ e ‘tirado do caminho’ era a inteira Lei mosaica. (Ef 2:13-15; Col 2:13, 14) Por conseguinte, o inteiro sistema de sábados, quer dias, quer anos, junto com o restante da Lei, foi terminado pelo sacrifício de Cristo Jesus. Isto explica por que os cristãos podem considerar “um dia como todos os outros”, quer seja um sábado, quer qualquer outro dia, sem temerem ser julgados por outrem. (Ro 14:4-6; Col 2:16) Paulo fez a seguinte declaração a respeito daqueles que escrupulosamente observavam “dias, e meses, e épocas, e anos”: “Temo por vós, que de algum modo eu tenha labutado em vão com respeito a vós.” — Gál 4:10, 11.

Depois da morte de Jesus, seus apóstolos nunca ordenaram a guarda do sábado. O sábado não foi incluído como requisito cristão em Atos 15:28, 29, nem mais tarde. Tampouco instituíram eles um novo sábado, ou “dia do Senhor”. Embora Jesus fosse ressuscitado no dia agora chamado domingo, em parte alguma indica a Bíblia que este dia da sua ressurreição devesse ser comemorado como um “novo” sábado, ou de outro modo. Alguns têm recorrido a 1 Coríntios 16:2 e Atos 20:7 como base para a observância do domingo como um sábado. No entanto, o primeiro texto apenas indica que Paulo instruiu os cristãos no sentido de que, no primeiro dia da semana, pusessem de lado certa quantia, nos seus lares, para os irmãos necessitados em Jerusalém. O dinheiro não devia ser entregue no seu lugar de reunião, mas devia ser guardado até a chegada de Paulo. Quanto ao último texto, era apenas lógico que Paulo se reunisse com os irmãos em Trôade no primeiro dia da semana, visto que partia logo no dia seguinte.

À base do precedente, torna-se evidente que a guarda literal de dias e anos sabáticos não era parte do cristianismo do primeiro século. Foi só em 321 EC que Constantino decretou que o domingo (em latim: dies Solis [dia do sol], antigo título associado com a astrologia e a adoração do sol, não Sabattum [sábado] ou dies Domini [dia do Senhor]) fosse o dia de descanso de todos, exceto os lavradores.

4 comentários:

  1. Bem, posso indagar algumas coisas?
    Não vejo alguns dos versículos citado por você como algo que impede de se praticar as leis. Acredito que é preciso prestar atenção no contexto dos versículos. Assim, em Ro 10:4, pode-se dizer que o fim está como finalidade, ou seja, função e não que ele acaba, põe fim a lei. Acredito que esta parte de Romanos quer dizer que não adianta obedecer por simples obrigação, mas que estas estejam no coração.
    Quanto exoneração da lei, ainda em Romanos, mas agora 7:6, podemos mais uma vez observar esta passagem de uma maneira contextual, se lermos o versículo 12 vemos: "Por conseguinte, a lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom". Vemos ainda no versículo 16 "Ora se faço o que não quero consinto com a lei, que é boa". Consentir com a lei é perceber o quão errado estou, é disntinguir o que é pecado e o que não é. Ao analisarmos que "somos libertados da lei" (ver.6) isso não quer dizer que a lei deva ser ignorada, mas que a maneira de a praticarmos não deva ser a partir de nós, para que não possamos dizer que o que é bom foi feio por mim, pois tudo o que é bom vem de Deus. Somos libertos da lei quando a praticamos por amor a Deus e ao sacrufício que se Seu Filho fez na cruz e não por obrigação, como se isso nos tornasse digno de ganhar a salvação.
    Você diz que os apóstolos não ordenaram a guarda do sábado. Entretanto, eles também não dizem que não deve mais ser guardado, isto parece para mim que a guarda do sábado era tão óbvia que não se precisou dizer sobre ele!
    Outra coisa em Atos 15:28 e 29 não foi incluído o sábado, tudo bem, mas também não foi incluido a obediência aos pais, falso testemunho... e pergunto é lícito desobedecer aos pais, eo falso testemunho?
    Só mais uma coisinha, de todos os dez mandamentos por que só o Sábado é o único que é questionado? Acredito que por ele estar nos 10 mandamentos que IHVH escreveu com os próprios dedos é porque Deus lhe deu uma importância sagrada e como o santificou, o separou, continua sendo para ser guardado.
    "E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til sequer da Lei" (Luc. 16:17)

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o comentário do irmão e trago um versículo:Gn 2.3 "E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera".
    O sábado é um memorial da Criação da Terra, e profeticamente marcará a restauração da terra, que foi contaminada pela maldição, em razão da queda do homem. o Sábado, é a janela para o Reino Espiritual de Deus. O sábado, aponta para a PAZ que irá imperar na terra no GOVERNO DO SENHOR JESUS, ou seja, o grande sábado será o Milênio de Paz, quando o Senhor reinará por mil anos na terra. Por isso, ao lermos a Palavra de Deus, a Bíblia, precisamos desesperadamente da revelação do Espirito Santo para enchergarmos o que está por trás das letras. Deus é Espirito. A Palavra é Espirito e vida. Somente com nosso espírito entendemos a Palavra e liberamos para nossa mente. Não o contrário. Não somente com nossa mente humana como se a História da Criação, do povo de Deus, da humanidade e a consumação dos séculos fosse somente história, que aprendemos na nossa educação escolar. Que o Senhor abra nossos olhos para vermos a Glória de Jesus através de Sua Palavra.

    ResponderExcluir
  3. Irmãos eu te pergunto então porque os fariseus e sabatistas queriam matar Jesus? Eu não entendo e a questão e que Jesus não só violava o sabado mas dizia-se filho de Deus e por isso e por violar o sabado esses sabatistas assasinos queriam matá-lo. Quando voces querem continuar guardando o sabado é aí que eu acredito que os mesmos espiritos de satanás que estavam neles ainda continuam nos homens nos dias de Hoje, espiritos não morrem e então continuam querendo tirar a autoridade de Cristo aind NOS dias de hoje.

    ResponderExcluir
  4. A controvérsia entre Cristo e os fariseus quanto a observância do sábado, não era resultado de legítima desobediência da parte de Cristo quanto a guarda do sábado.
    O problema girava em torno do propósito pelo qual o sábado foi separado como dia especial, sobre como deveria ser observado. Em MARCOS cap. 2:27 Jesus expõe o propósito real do sábado: E prosseguiu: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Jesus afirma que nós seres humanos somos mais importantes que o sábado, logo, o sábado tem como propósito nos beneficiar em todas as áreas: familiar,profissional,física,emocional,mental mas principalmente a espiritual. veja o que diz o mandamento em Ex. 20:8-11, Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
    Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho;
    mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro das tuas portas.
    Porque em seis dias fez o Senhor o céu e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou; por isso o Senhor abençoou o dia do sábado, e o santificou.
    O sábado é também um sinal, uma marca que distingue o povo de Deus Ez. 20:20. É o reconhecimento de que Deus é O soberano criador de todas as coisas animadas e inanimadas, visíveis ou invisíveis.
    Quanto aos líderes religiosos nos dias de Cristo em destaque os fariseus, lamentavelmente, tinham a tradição e os costumes como mais importantes que a prática da misericórdia, Mat. 9:13; 12:07;23:23. É importante levar em consideração que todas as acusações sobre Cristo ter trabalhado no sábado, não caracterizam trabalho secular com o objetivo de retorno financeiro ou salário. Todos os atos de Cristo estão ligados a ações filantrópicas. Por esse motivo também o sábado é o dia do Senhor.
    Todos os dias da semana são do Senhor criados por ele, porém o sábado é separado dos sete dias semanais para um propósito especial...
    O sábado não veio de Moisés ele tem sua origem no Éden no princípio da criação de Deus Gen.2:1-3, no Sinai ele foi ratificado e não pode ser chamado de lei de Moisés; é a lei de Deus. Porque Deus o escreveu não uma vez mas duas vezes com mais nove mandamentos Ex.28:34, Deut. 10:24, Ex.31:18.
    O que a Bíblia afirma sobre a relevância da lei incluindo o sábado em nossos dias?
    ·Mat. 5:18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só til, até que tudo seja cumprido.
    E na nova terra? Isaías 66:22-24 Pois, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, durarão diante de mim, diz o Senhor, assim durará a vossa posteridade e o vosso nome.
    E acontecerá que desde uma lua nova até a outra, e desde um sábado até o outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor.
    E sairão, e verão os cadáveres dos homens que transgrediram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e eles serão um horror para toda a carne.
    Todos os mandamentos de Deus são fidedignos e justos Sal.119:86;119:172.
    Por que devemos obedece-los? Provérbios 28:09.
    Que o Senhor nos abençoe.


    ResponderExcluir

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos