terça-feira, 22 de março de 2011

ESCRITA, ALFABETO, HEBRAICO, BÍBLICO
O alfabeto hebraico compunha-se de 22 consoantes; diversas destas evidentemente podem representar dois sons, dando o total de uns 28 sons. Os sons vocálicos eram supridos pelo leitor, que se guiava pelo contexto, similar a quando alguém supre as vogais em abreviaturas tais como “btl.” (batalhão), “Drs.” (doutores) e “Snr.” ou “Sr.” (senhor). Acredita-se que a tradicional pronúncia das Escrituras Hebraicas foi mantida viva e transmitida pelos especializados em ler a Lei, os Profetas e os Salmos para a instrução do povo. Daí, na segunda metade do primeiro milênio EC, os massoretas inventaram um sistema de pontos e de traços, chamados de sinais vocálicos, e estes foram inseridos no texto consonantal. Além disso, acrescentaram-se certos acentos para indicar a sílaba tônica, pausas, ligações entre palavras e frases, e notações musicais.

As mais antigas inscrições hebraicas conhecidas estão preservadas numa antiga escrita de forma consideravelmente diferente dos caracteres hebraicos quadrados em documentos posteriores, tais como os dos primeiros séculos da Era Comum. O estilo de escrita quadrado é frequentemente chamado de “aramaico”, ou “assírio”. Acredita-se que a mudança dos caracteres hebraicos antigos para os caracteres hebraicos quadrados ocorreu durante o exílio babilônico. Todavia, conforme diz Ernst Würthwein: “Por muito tempo, a escrita hebraica antiga continuou em uso ao lado da escrita quadrada. As moedas do período da revolta de Bar Kochba (Barcocheba) (A.D. 132-135) ostentam caracteres hebraicos antigos. Entre os textos encontrados nas cavernas do mar Morto há alguns escritos em hebraico antigo.” — The Text of the Old Testament (O Texto do Antigo Testamento), 1979, p. 5.

Orígenes, escritor cristão do segundo e terceiro séculos EC, declarou que, nas cópias mais corretas das traduções gregas das Escrituras Hebraicas, escreveu-se o Tetragrama (YHWH), ou o nome sagrado do Senhor, em caracteres hebraicos antigos. Isto tem sido confirmado pela descoberta de rolos fragmentários de couro, que datam do primeiro século EC, os quais contêm os profetas “menores” em grego. Nestes rolos, o Tetragrama aparece em caracteres hebraicos antigos. Fragmentos do fim do quinto e começo do sexto século EC, da versão grega de Áquila, também contêm o nome divino escrito em caracteres hebraicos antigos.

O Dr. Horowitz diz: “Foi o alfabeto do hebraico antigo que os gregos adotaram e transmitiram para o latim, e é com o alfabeto do hebraico antigo que o grego mais se parece.” — How the Hebrew Language Grew, p. 18.

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos