2009/05/29

Epístola de Tiago 1:1

SAUDACÃO. Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo. (Sobre a pessoa que se descreve assim, veja a Introdução) é digno de nota que ele deixa de lado completamente sua relação com nosso Senhor, e assim se qualifica apenas como “um escravo de Deus e do Senhor Jesus Cristo.” Isso, e apenas isso, dava a ele o direito de falar e ser ouvido. δουλος é similarmente usado pelo St, Paulo em Romanos 1:1; Filipensses 1:1; Tito 1:1 e pelo St. Pedro em 2Pedro 1:1; e pelo St. Judas v. 1. É claramente uma designação oficial, indicando que seu ofício é do tipo em que “nem sua vontade, nem a vontade de qualquer homem, mas apenas a de Deus e de Cristo, é realizada.”(Huther). Ás doze tribos, etc. Compare com a saudação em Atos 15:23, que fora provavelmente escrito pelo St. Tiago: “Os apóstolos, e os anciãos e os irmãos, aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, e Síria e Cilícia, saúde.”
(1) χαιρειν é uma expressão comum em ambas, e não é achado em mais nenhum lugar nas cartas apostólicas. (É usada por Inácio no início de todas as suas epístolas exceto aos Filipensses)

(2) A carta em Atos é dirigida a comunidade gentia em regiões definidas; A epístola de St. Tiago, aos judeus da dispersão. Assim também Gamalieu escreveu temporariamente “aos filhos da dispersão em Babilônia, e aos nossos irmãos em Media, e a toda a dispersão de Israel”(Frankel, ‘Monatsschrift’, 1853, p. 413). ταις δωδεκα φυλαις (cf. δωδεκαφυλον em Atos 26:7; Clem., ‘Rom’ l, l, § 55.; ‘Prefer. Jacob.,’c.i.) tais expressões são importantes a medida que tendem mostrar que os judeus era considerados como representando, não apenas a trino de Benjamim e Judá, mas a nação inteira, incluindo aqueles que tão frequentemente são chamados de “as tribos perdidas” (cf. 1 Esdr. 7:8). διασπορα O abstrato colocado por concreto. É a palavra usada na LXX para Dispersão (2 Macc. 1:27; Jud. 5:19; cf. Deuteronômio 28:25, etc.), i.e os judeus “espalhados entre as nações a fim de se tornarem a semente da futura colheita” (Westcott on St. John 7:35). (Sobre a importância a dispersão em preparar o caminho para o Cristianismo, veja o ‘Dicionário da Bíblia,’ vol. 1, p. 44:1)

(1) a Babilônia, i.e a dispersão original;

(2) A Assíria, datada da conquista grega na Ásia, Seleucio Nicator tendo transplantado lentamente muitos judeus de Babilônia para a capital da sua província oriental;

(3) A Egípcia, a povoação judaica em Alexandria, estabelecida por Alexandre e Ptolomeu I, e desde então se espalhando ao longo da costa norte da África. A esse nós devêssemos, talvez, acrescentar uma quarta.

(4) A Romana, conseqüente ocupação de Jerusalém por Pompeu em 63 A.C. todas essas quatro divisões foram representadas em Jerusalém no dia de Pentecostes (Veja Atos 2:8-11) – um fato que nos ajudará a entender a carta de Tiago.

(1) Aos Judeus, e
(2) Aqueles além das fronteiras da Palestina.



Fonte: Pulpit's Bible Commentary

Nenhum comentário:

Postar um comentário