2009/06/22

Comentário de João 11:25

11:25 - Jesus disse a ela: eu sou a ressurreição e a vida,... Significando que ele era capaz de trazer os homens de volta a vida, sem pedir isso ao seu Pai; e que comentario do evangelho de João, comentario biblicoele poderia fazer isso agora, como também à ressurreição geral; em cujo tempo Cristo será a causa eficiente dela; e que exibirá a sua onisciência e a sua onipotência; como a sua ressurreição é seu penhor, e será o modelo e exemplo. Isto é verdade de Cristo, com respeito a uma ressurreição espiritual, de uma morte para o pecado, para uma vida de graça; ele é a figura central tanto da própria vida, e como na ressurreição dos filhos de Deus: dele é o mérito e a obtenção disso; ele morreu para que seu povo morresse para o mundo, e vivesse para Deus, e para a retidão: ele é o Autor disto; ele diz para aqueles que estão mortos nos seus pecados: vivam! Ele fala de vida para eles: ele ordena isto a eles, e pelo seu Espírito, lhes dá fôlego e respiração para uma vida espiritual, e implanta o princípio da vida em suas almas; e ele sustém e mantém esta vida neles, lhes dando o pão da vida para os alimentar, e os prover continuamente com graça; sim, ele é a vida deles; ele vive neles, e a vida deles está escondida com ele. É devido à sua ressurreição, que eles são gerados novamente a uma esperança viva, ou são vivificados, tendo ele uma influência poderosa sobre eles; e não só isso é a causa, mas o exemplo. Os santos, como eles são mortos juntos na semelhança da sua morte, assim na semelhança da sua ressurreição, eles vivem: para a qual pode ser acrescentado, que é a sua voz no Evangelho,[1] assistido com poder do Todo-Poderoso, que são os meios de vivificar aqueles que ouvem, e assim vivem; e é a imagem dele que é estampada neles; e pelo Espírito dele eles são feitos vivos, e entram em novidade de vida.[2]

Aquele que crê em mim, embora esteja morto, ainda assim viverá: Os crentes em Cristo, assim como também outros, morrem, embora a morte não seja um mal penal a eles; sua maldição é afastada, sua picada é tomada, pois a justiça tem sido satisfeita por meio de Cristo, e assim se torna uma bênção e privilégio para eles, e é desejável para eles; mas, embora eles morram, eles viverão novamente; o pó deles está abaixo dos cuidados peculiares de Cristo; e eles subirão em virtude de sua união com ele, e subirão, primeiro na manhã da ressurreição, e com privilégios peculiares, ou para a ressurreição de vida, e com as propriedades peculiares da incorrupção, poder, glória, e espiritualidade. Tão igualmente aquele que estava morto em pecado, e morto na lei, debaixo de uma sentença de condenação, como todo o gênero humano está em Adão, e estando em uma propriedade natural e pecadora, assim como o escolhido de Deus; ainda sendo trazidos para acreditar em Cristo, quer dizer, para verem a excelência dele como único Salvador, e a necessidade de salvação por ele; saem de si mesmos para ir até ele, negando a sua própria retidão; arriscando as suas almas por ele, confiando nele, e dependendo nele para vida eterna e salvação; estes vivem espiritualmente; eles parecem ter um princípio de vida neles; tomam fôlego por coisas espirituais; veem o Filho de Deus, e veem a glória dele; eles passam a possuir a palavra da vida; falam o idioma de Canaã, e caminham por fé em Cristo, ao passo que eles o recebem; eles vivem uma vida de santificação e justificação; eles estão manifestadamente em Cristo, e possuem o mesmo interesse nele, têm vida nele; vivem confortavelmente; eles vivem por fé em Cristo, e a retidão dele, e tem comunhão com ele aqui, e esperam ter, e terão vida eterna no mundo por vir.



_____________
Notas

[1] Cf. João 5:25. N do T.
[2] Cf. Romanos 6:4. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário