2009/06/26

Comentário de João 20:1

O primeiro dia da semana,... No sexto dia da semana, para o encerramcomentario biblico, evangelho de joão, novo testamentoento do mesmo, Cristo foi enterrado; ele ficou na sepultura todo o sétimo dia, e no primeiro dia da semana levantou-se dos mortos: assim as mulheres, depois delas terem observado onde o corpo foi colocado, foram para as suas casas e prepararam especiarias e unguentos, para ungi-lo; mas o sábado vindo, eles foram impedidos; em que elas descansaram, segundo a lei judaica: mas logo que se tinha terminado.

Veio Maria Madalena;… Não sozinha, mas uma outra mulher com ela; que tinha servido Cristo na cruz, observou onde ele foi enterrado, e tinha preparado especiarias para ungi-lo, e agora veio com esse propósito; pois não apenas para ver o sepulcro, e chorar na cova, assim como ele e o restante fizeram, mas para realizar esse serviço fúnebre:

Cedo, enquanto ainda estava escuro;… Foi quando ela saiu, o dia começando a nascer; embora nesse momento que ele chegou no sepulcro, o sol estava se levantando:

No sepulcro;… Onde ela viu o corpo de Jesus colocado por José, em sua tumba, e em seu jardim; por cuja permissão, é provável, sendo pedida durante a noite, ela com suas companheiras foram permitidas:

E viu a pedra retirada do sepulcro: Que José havia rolado até lá, e os Fariseus tendo selado e colocado um sentinela para observá-lo. Esta foi removida por um anjo, apesar de o próprio Cristo pudesse facilmente ter feito isso, era próprio que deve ser feito por um mensageiro do céu, pela ordem da justiça divina, que ele tinha o estabelecido como um prisioneiro lá. O fato de Maria ter vindo tão cedo para o túmulo mostra seu grande amor e afeto a Cristo, seu zelo, coragem, e diligência, em manifestar o seu respeito com ele: e, geralmente, por isso é, que os maiores pecadores, quando convertidos, são os mais eminentes pela graça, particularmente pela fé, amor e humildade, e são mais diligentes no cumprimento do dever.[1]

____________
Notas

[1] Cf. 1 Coríntios 15:9-10. N do T.

Nenhum comentário:

Postar um comentário