2009/07/27

Estudo Bíblico: Salomé

estudo biblico sobre salomeSalomé
[Provavelmente duma raiz hebr. que significa “paz”].

1. Uma comparação de Mateus 27:56 com Marcos 15:40 talvez indique que Salomé era a mãe dos filhos de Zebedeu — Tiago e João, que eram apóstolos de Jesus Cristo. O primeiro texto menciona duas Marias, a saber, Maria Madalena e Maria, a mãe de Tiago (o Menor) e de Josés; e junto com elas menciona também a mãe dos filhos de Zebedeu como presente quando Jesus foi pregado na estaca; ao passo que o último texto menciona a mulher que estava com as duas Marias como Salomé.

Em bases similares conjectura-se que Salomé era também irmã carnal de Maria, mãe de Jesus. Isto foi sugerido porque o texto de João 19:25 menciona as mesmas duas Marias, Maria Madalena e a “esposa de Clopas” (que se entende, em geral, ser a mãe de Tiago, o Menor, e de Josés), e diz também: “Junto à estaca de tortura de Jesus, porém, estavam paradas a sua mãe e a irmã de sua mãe.” Se este texto (além de mencionar a mãe de Jesus) estiver falando das mesmas três pessoas mencionadas por Mateus e por Marcos, isto indicaria que Salomé era a irmã da mãe de Jesus. Por outro lado, Mateus 27:55 e Marcos 15:40, 41, declaram que estavam presentes muitas outras mulheres que haviam acompanhado Jesus, e, portanto, Salomé pode ter estado entre estas.

Salomé era discípula do Senhor Jesus Cristo, estando entre as mulheres que o acompanhavam e lhe ministravam dos seus bens, conforme Mateus, Marcos e Lucas (8:3) dão a entender.

Se a identificação dela como mãe dos filhos de Zebedeu for correta, então foi ela quem se chegou a Jesus com o pedido de que se concedesse aos filhos dela sentar-se à direita e à esquerda de Jesus no seu Reino. Mateus retrata a mãe como fazendo o pedido, ao passo que Marcos indica que Tiago e João o fizeram. Pelo visto, os filhos tinham este desejo e induziram a mãe a fazer a solicitação. Isto é apoiado pelo relato de Mateus, no sentido de que os outros discípulos, ao saberem deste pedido, ficaram indignados, não com a mãe, mas com os dois irmãos. — Mt 20:20-24; Mr 10:35-41.

Ao romper da alva, no terceiro dia depois da morte de Jesus, Salomé estava entre as mulheres que foram ao túmulo de Jesus para untar o corpo dele com aromas, mas encontraram a pedra rolada de frente do túmulo e dentro dele um anjo que lhes anunciou: “Ele foi levantado, não está aqui. Eis o lugar onde o deitaram.” — Mr 16:1-8.

2. Filha de Herodes Filipe e filha única de sua mãe Herodias. Com o tempo, Herodes Ântipas casou-se com a mãe de Salomé, tendo-a tomado de forma adúltera de seu meio-irmão Filipe. Pouco antes da Páscoa de 32 EC, Ântipas ofereceu uma refeição noturna em Tiberíades, em celebração de seu aniversário natalício. Ele convidou a princesa Salomé, então sua enteada, a dançar perante os presentes, que consistiam em ‘seus dignitários e comandantes militares, e os principais da Galiléia’. Herodes agradou-se tanto da apresentação de Salomé, que prometeu dar-lhe tudo o que pedisse — até a metade do seu reino. Seguindo o conselho de sua iníqua mãe, Salomé pediu a cabeça de João, o Batizador. Herodes, embora contristado, “em respeito pelos seus juramentos e pelos que se recostavam com ele, ordenou que lhe fosse entregue; e mandou e fez que João fosse decapitado na prisão. E a cabeça dele foi trazida numa travessa e entregue à donzela, e ela a levou à sua mãe”. — Mt 14:1-11; Mr 6:17-28.

Embora o nome dela não seja mencionado nas Escrituras, é preservado nos escritos de Josefo. Ele fala também do casamento dela, sem terem filhos, com o governante distrital Filipe, outro meio-irmão de Herodes Ântipas. Após a morte de Filipe, diz o relato de Josefo, ela casou-se com o seu primo Aristóbulo e deu-lhe três filhos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário