2009/08/10

Comentário de John Gill: João 2:5-7

comentário do evangelho de joão 2:5 - E sua mãe disse aos servos;... Ele colocou a reprovação à parte, e pelas palavras que ele disse, e a maneira que ele falou com ela, pela aparência dela quando falou com ela, e gestos que ele deve ter usado, ela esperou e acreditou que as coisas que ela falou iriam ser feitas; portanto, foi diretamente aos servos e deu as seguintes instruções:

O que quer que ele diga, fazei [isso];... Pontualmente observe e obedeça as suas ordens em quaisquer circunstâncias.

2:6 - E havia seis talhas de pedra contendo água,... Para distinguir de outros vasos feitos para usos diferentes: porque os Judeus tinham...

“Vasos feito de pó e excremento das bestas, כלי אבנים, “vasos de pedra”, vasos da terra, e de concha, e vasos feitos de ossos e pela de peixes.”[1]

E esses vasos eram muito provavelmente para lavar as mãos, e tais eram usados para esse propósito: a regra deles é:[2]

“Eles colocam água para as mãos em qualquer sorte de vaso; em vasos de esterco, em vasos de pedra, e em vasos da terra.”

Em um casamento havia recipientes fixos de vários tamanhos que eram usados para lavar as mãos e os pés; havia um recipiente chamado משיכלא, que significa uma bacia, do qual a companhia inteira lavava as suas mãos e os seus pés; e havia outra chamada משיכלתא, que era menor e mais bela bacia, que era colocada apenas para as pessoas mais honrosas, como para a noiva, e para qualquer dama;[3] e tais poderiam ter sido estas seis jarras de pedra, ou panelas:

De acordo com as regras de purificação dos judeus;... Ou “para a purificação dos Judeus”, como verte as versões Siríaca, Árabe e Persa; ou seja, para se lavarem, suas mãos e seus pés, e seus vasos, potes, copos, de acordo com as tradições dos anciãos; veja Mar 7:2

Contendo duas ou três medidas de líquidos. A versão Etíope lê, “alguns tinham duas medidas e outras três medidas”; quão larga era a “metreta”, ou “medida” que vertemos por “almudes”, o que não se tem certeza; é mais provavelmente correspondente ao “vaso hebreu”, que era comumente usado para líquidos entre os Judeus, e suportavam quatro galões e meio, ou mais; veja notas de Gill em Lucas 16:6; de forma que esses vasos, que tinham dois dessa medida, continham dois galões, e tais que suportavam três deles, trinta galões e meio; e seis desses continham uma grande quantidade de vinho, um com o outro: e fez o seguinte milagre ainda maior; e mostra a liberalidade de Cristo ainda mais, em prover para os dias seguintes da festa, visto que o casamento continuava sete dias;[4] e para a família, algum tempo depois acabava.

2:7 - Jesus disse-lhes,... Aos servos que serviam às mesas na festa,

Enchei as talhas com água. A versão Etíope acrescenta, “até as bordas”, como fizeram eles. Cristo escolheu as talhas de água, e não o recipiente, ou recipientes, ou garrafas, agora esvazias, de onde eles tinham bebido o vinho deles; para que não fosse dito que havia qualquer resto de vinho, que dessa cor e sabor à água nela: e ele ordenou que eles fossem enchidos de água pelos servos, que eles poderiam tomar conhecimento, e serem testemunhas de que nada e nada mais fosse posto neles; e até as bordas, de forma que eles não poderiam ser capazes de misturar com qualquer outro licor infundido neles:

E eles encheram até a borda;... Estritamente observando as ordens de Cristo, e as instruções de sua mãe.

______________
Notas

[1] Misn. Celim, c. 10. seç. 1. & Maimon. & Bartenora in ib.
[2] Misn. Yadaim, c. 1. sect. 2.
[3] Gloss in T. Bab. Sabbat, fol. 77. 2.
[4] Maimon. Hilchot Ishot, c. 10. seç. 12, 13.

Nenhum comentário:

Postar um comentário