2010/02/20

Espírito Santo na Carta aos Romanos

ESPÍRITO SANTO, LIVRO DE ROMANOS, ESTUDO BÍBLICO, TEOLÓGICO

Espírito Santo na Carta aos Romanos: Nenhum escrito do Novo Testamento, exceto o Evangelho de João, é tão pleno sobre esse grande tema como Romanos 8, que pode ser dito como o locus classicus nas Epístolas para o obra do Espírito Santo no crente. Por implicação ela revela personalidade bem como poder (veja especialmente Romanos 8:26). Note particularmente o lugar dessa grande passagem, em que a revelação e as condições mais profundas correm continuamente para cada uma. Segue-se que Romanos 7, o apóstolo descreve nos termos de sua própria experiência profunda e típica, as lutas da consciência e vontade sobre o problema terrível da “escravidão” do pecado que habita no íntimo. Se interpretarmos a passagem corretamente, o caso suposto é a de um homem regenerado, que, no entanto, trava a luta contra o mal interno, quanto a sua consciência, com sua próprias faculdades, e acha a luta insuportável. Assim, vem como solução divina, o prometido Espírito de vida e liberdade, bem acolhido e colocado em uso pelo homem que tem achado sua própria fonte de força. “Em Cristo Jesus,” em união com Ele, ele “pelo Espírito entrega à morte as práticas do corpo,” e ergue-se através da consciência livre dentro da esperança exultante da “liberdade gloriosa dos filhos de Deus” - não assim, no entanto, quanto a saber nada de “gemer dentro de si mesmo,” enquanto ainda no corpo; mas é um gemido que deixa intacto o sentido de filiação e de amor divino, e a expectativa de uma plenitude final da redenção.


Fonte: International Standard Bible Encyclopedia de James Orr, M.A., D.D., Editor General. Essa matéria faz parte de uma matéria consideravelmente maior sobre a Epístola de Paulo aos Romanos. Dividimos os tópicos por postagens. Veja a página principal na enciclopédia bíblica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário