Significado de Isaías 38

Significado de Isaías 38
Significado de Isaías 38

Isaías 38

38.1—39.8 — Embora Ezequias tivesse certeza de que Deus iria curá-lo (Is 38.1-22), cometeu um erro quando os enviados babilônios o visitaram. Depois de curado, quis glorificar a si mesmo, em vez de dar glória a Deus (Is 39.1,2). Com esse gesto, depositou implicitamente sua confiança no poderio militar da nação e nas alianças políticas, em vez de se apoiar na força do Deus todo-poderoso. Por causa desse ato de incredulidade, a nação de Judá foi sentenciada ao exílio (Is 39.3-8).

38.1 — Naqueles dias refere-se a uma época anterior às dos acontecimentos registrados nos cap. 36 e 37 (v. 6). Essas ocorrências são apresentadas depois que Jerusalém é salva da Assíria, pois essa salvação não é a definitiva, nem de Ezequias, nem de Jerusalém.

38.2 — Orou. Veja outra oração de Ezequias em Isaías 37.15.

38.3-6 — Coração perfeito. Veja uma figura semelhante em 2 Rs 18.3-5. E chorou Ezequias muitíssimo porque, ao que parece, nesse momento ele não tem nenhum herdeiro do sexo masculino. Ezequias viveu mais 15 anos (v. 5); Manassés, seu sucessor no trono, tinha 12 anos de idade quando Ezequias morreu (2 Rs 20.21—21.1).

38.7 — Sinal. Veja outra referência a um sinal em Isaías 7.11-14.

38.8 — Fazer com que a sombra dos graus [...] volte representa a extensão da vida de Ezequias por obra de Deus.

38.9-20 — O cântico ação de graças de Ezequias por estar curado consiste de (1) relato de seu lamento (v. 10-14); (2) um relato da salvação do Senhor (v. 15-20). Sua libertação pessoal é modelo da futura libertação nacional (Is 41.8-11).

38.9 — Escrituras de Ezequias. A Bíblia afirma que o rei Ezequias tinha interesse por literatura devocional. Parece que ele instruiu seus escribas a compilar alguns provérbios de Salomão (Pv 25.1). Além disso, ordenou que os levitas adorassem a Deus com os salmos de Davi e Asafe. O cântico de louvor a seguir (v. 10-20) apresenta certa afinidade com esses salmos (2 Cr 29.30).

38.10,11 — Sepultura. Veja outras referências à sepultura (Sheol) em Isaías 5.14; 14.9,11; 38.18. Ezequias chora pelo fato de estar morrendo prematuramente.

38.12 — Armar uma choça simboliza a transitoriedade (Is 33.20; 2 Co 5.1). A vida de Ezequias está se escoando depressa.

38.13-17 — Para minha paz. Ezequias dá um exemplo de postura correta em meio às dificuldades: ele aceita as tribulações como parte do plano sábio de Deus para ele. Esse tema é desenvolvido em Romanos 8.28. O perdão dos pecados e a cura são aspectos diferentes da salvação de Deus (Is 53.5; Mt 8.14-17; Lc 5.17-26). Aparentemente, a enfermidade de Ezequias é consequência de algum pecado, mas nem toda doença o é (Jó 42.7-11; Jo 9.2,3).

38.1 8 — Não pode louvar-te. O louvor pela cura só pode ser oferecido enquanto a pessoa está viva (SI 6.5).

Esperarão. A esperança da vida terrena não pode ir além da existência neste mundo, mas a esperança da vida eterna permanece depois da morte (SI 22.22-31; 2 Tm 1.10; Hb 2.10-12; 1 Jo 5.11,12).

38.19 — O pai aos filhos. Os justos ensinam os filhos a serem fiéis a Deus. Veja uma ideia semelhante em Salmos 22.30,31.

38.20 — Tangendo. Veja um cântico de louvor a Deus em Isaías 12.1-6.

38.21 — Tomem pode ser uma ordem aos médicos da corte.

Emplasto. A cura vem de Deus, mas Ele pode lançar mão, como muitas vezes faz, da medicina e dos conhecimentos dos médicos.