2015/08/28

Significado do Livro de Gênesis

Significado do Livro de Gênesis

O significado do livro de Gênesis é fundamental para a compreensão de todo o enredo teológico que nos leva até Apocalipse. A seguir, apresentamos um conjunto de estudos comentando capítulo por capítulo o livro de Gênesis.

Gênesis é um livro de “começos”, que trata dos primórdios da criação, das línguas e de uma nação escolhida. Também apresenta um relato das gerações antes do dilúvio, acompanhado de detalhes específicos sobre as linhagens (5:1-32; 10:1 -32). A expressão “esta é a história de” ocorre em pontos importantes do livro e é traduzida de várias maneiras, mas significa literalmente “estas são as gerações de” (2:4; 5:1; 6:9; 10:1; 11:10; 11:27; 25:12,19; 36:1; 37:2). Gênesis também pode ser descrito como um livro sobre relacionamentos: Adão e Eva, Caim e Abel, os descendentes de Sete, Abraão e Ló, Sara e Agar, Jacó e Esaú, José e seus irmãos. Acima de tudo, porém , Gênesis é um livro sobre Deus: ele cria (todas as coisas), salva (Noé, sua família e alguns animais), destrói (com água no tempo de Noé, com fogo em Sodoma e Gomorra), escolhe (Abraão), faz alianças (com Noé e com Abraão), perdoa (Jacó) e protege (José). Gênesis e os quatro livros subsequentes (Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio) são considerados pela tradição uma unidade chamada Pentateuco. Acredita-se que todos eles foram escritos por Moisés. Nascido provavelmente por volta de 1500 a.C ., Moisés viveu 120 anos (Dt 34:7). Durante os primeiros quarenta anos de sua vida, ele desfrutou a posição de neto adotivo de Faraó (Êx 2:11; At 7:23). Tudo indica que o Pentateuco foi escrito durante seus últimos oitenta anos de vida, dos quais ele passou quarenta cuidando das ovelhas de Jetro em Midiã e, pela providência de Deus, familiarizando-se com aquela região (At 7:30), e os outros quarenta liderando o povo de Israel. De acordo com alguns estudiosos, vários escritores redigiram os cinco livros durante um longo período, especialmente entre cerca de 850 e 550 a.C., e os textos só foram reunidos mais tarde, talvez até no século V a.C. No entanto, nenhum dos argumentos em favor desse ponto de vista (p. ex., o uso de nomes diferentes de Deus em seções diferentes) mostrou-se forte o bastante para derrubar a posição tradicional de que Moisés escreveu o Pentateuco. Assim, este comentário pressupõe que o autor é Moisés. O livro é dividido em duas seções principais: O relacionamento de Deus com a humanidade em geral (1:1-11:9) e seu relacionamento com aqueles que ele escolheu para ser seu povo especial (11:10-26) 


2 comentários:

  1. Vocês acabaram com o site
    Antes, se queria ver o comentário bíblico de um determinado verso, era só ir, no livro, no cápitulo e pronto, hoje não se acha mais nada nesse site
    Parabéns, conseguiram ácabar algo MUITO BOM

    ResponderExcluir
  2. E ainda isso, o comentário só é visualizado, se for aprovado, um site cristão, limitando o nosso direito de expressar verdades, de forma respeitosa, e como crítica construtiva

    ResponderExcluir