2015/09/03

Significado de Isaías 55

Significado de Isaías 55

Significado de Isaías 55


Isaías 55

55.1-13 — Os capítulos 40—55 concluem com dois convites relacionados entre si: (1) para que se aproximem do Senhor e participem do reino davídico (Is 55.1-5); (2) para buscar ao Senhor e encontrar perdão (v. 6,7). Essa promessa é garantida, porque a graça de Deus é inescrutável (v. 8,9), e Ele sempre cumpre o que promete (v. 10-13). Os convites, primeiramente declarados por Deus aos exilados, agora são transmitidos a todos (Ap 21.6; 22.17).

55.1,2 — Ó é uma exclamação de piedade. Todos vós. Aqueles a quem Deus se dirige constituem parte da nação da aliança, o remanescente que respondeu favoravelmente ao Senhor. Entretanto, eles serão o meio para levar a mesma mensagem da salvação de Deus às nações (v. 5).

A sede é uma metáfora do desejo por aquilo que satisfaz o espírito humano (Is 41.17; 44.3; SI 42.1,2; 63.1; Mt 5.6). As águas são uma metáfora do prazer da salvação em Deus (Jo 4-10-14; 7.37). O vinho e o leite são símbolos da satisfação plena (v. 2). A salvação de Deus não apenas fornece o que é necessário para a vida, mas também proporciona alegria.

Vós que não tendes dinheiro [...] comprai. O convite demonstra que a salvação não pode ser comprada: é uma dádiva gratuita para os que a desejam (Is 52.3; Dt 8.3; Rm 6.23).

55.3 — Inclinai os ouvidos e ouvi são sinônimos de vinde a mim. O concerto perpétuo (Is 54-10) diz respeito ao pacto davídico e à Nova Aliança. As firmes beneficências de Davi são as promessas divinas de um Descendente, um trono e um reino eternos (2 Sm 7-12-16; 1 Rs 8.23-26; SI 89. 19- 37). O pronome mim inclui o Servo do Senhor — Jesus, o Messias (Is 48.16; 61.1). Convosco. As promessas da aliança davídica estendem-se a todos os que se aproximam de Deus e se cumprem em Jesus Cristo (Is 4-2; 7-14; 9.6; 11.1-5) e em sua igreja (Rm 16.20).

55.4,5 — O cumprimento das promessas feitas à casa de Davi por parte de Deus, que culminam na ressurreição de Cristo, serve de testemunha para as nações (Is 43.10,12; 44-8). Jesus Cristo é um príncipe... dos povos (Is 42.6; 49.6; Dn 9.25; Hb 2.10; 12.2).

55.6,7 — Buscar ao Senhor é desejar ouvir o que Ele diz (Am 5.6,14; At 17.27).

55.8,9 — Os pensamentos de Deus, motivados por sua graça, excedem a imaginação humana (Is 64-4; Rm 11.33; 1 Co 2.9; Ef 3.20). Ninguém pode penetrar a profundidade de sua sabedoria.

55.10,11 Descem. Para uma referência semelhante, veja 2 Coríntios 9.10. A palavra de Deus é semelhante à chuva, porque produz frutos (SI 147.15-20). Assim como a água aviva e fortalece a rosa ressecada, a Palavra de Deus produz vida no coração dos pecadores.

55.12 — O verbo saireis refere-se ao êxodo da Babilônia (Is 48.20,21; 52.11,12). A menção de que os elementos da criação exclamarão de prazer simboliza o canto do povo de Deus. O regozijo do povo ao ver a salvação do Senhor será tão intenso, que será como se os montes, outeiros e árvores se unissem no cântico e batessem palmas (Is 14.7,8; 44.23).


2 comentários:

Unknown disse...

Foi muito bom saber como Deus cuida de todos é uma pena que na prática não sao falado.a verdade.

Unknown disse...

Muito bom estudo gostei, queria que me enviassem estudo sobre dízimos e ofertas obrigado

Postar um comentário