Significado de Mateus 20

Significado de Mateus 20

Significado de Mateus 20


Mateus 20

20.1-3 — A hora terceira era cerca de 9 da manhã.

20.4 — Esses trabalhadores, ao contrário daqueles de Mateus 20.2, não tinham nenhum contrato; eles somente confiaram no pai de família que os contratou.

20.5 — Perto da hora sexta era por volta de meio-dia.

20.6,7 — A hora undécima era cerca de cinco da tarde. Só faltava uma hora para acabar o dia de trabalho.

20.8-15 — Os primeiros trabalhadores reclamaram que seu salário foi o mesmo dos que foram contratados mais tarde do que eles. No entanto, o pai de família não os enganou; todos receberam o que foi combinado pelo trabalho. Os trabalhadores que começaram primeiro reclamaram porque eram mesquinhos em sua maneira de ver as coisas; seu senhor, porém, era muito generoso.

20.16 — Segundo Mateus, os trabalhadores contratados representam Israel; eram eles que tinham as promessas e a aliança (Rm 3.1,2; 9.4; Ef 2.11,12). Aqueles que não tinham um contrato representam os gentios, que seriam semelhantes ao povo judeu quando a salvação fosse dada a todos mediante a fé em Jesus Cristo (Rm 11.16,17; Ef 2.13-15; 3.6).

20.17-19 — Mais uma vez, o Senhor prevê Sua morte e ressurreição (Mt 16.21; 17.9,22,23). Pela primeira vez Ele fala como vai morrer: crucificado.

20.20,21 — Que contraste com Mateus 20.17-19! E bem provável que Tiago e João tenham levado sua mãe a fazer isso. Mais à frente, ao compararmos Mateus 27.56, Marcos 15.40 e João 19.25, vemos que é bem possível que Maria, mãe de Jesus, e a mãe de Tiago e João, fossem irmãs. Se isso for verdade, os irmãos poderiam estar querendo levar alguma vantagem por causa de seu parentesco com Jesus.

20.22,23 — Ser batizados com o batismo com que eu sou batizado não consta nos primeiros manuscritos. Provavelmente foi tirado de Marcos 10.38.

20.24 — Os outros dez apóstolos devem ter ficado indignados porque eles mesmos queriam essa posição de honra. A resposta que Jesus deu foi para todos eles (Mt 20.25-28).

20.25-28 — A grandeza não é medida por posição, poder ou prestígio, mas pelo quanto servimos.

20.29-34 — Só Mateus menciona os dois cegos; Marcos e Lucas falam de um, provavelmente o que falou. O fato de Mateus falar de dois homens tem tudo a ver com seu Evangelho, que inicialmente foi escrito para os ju deus, que faziam questão de duas testemunhas (Dt 17.6). Filho de Davi, um título messiânico (2 Sm 7.12-16), deixa claro que Jesus é o herdeiro do trono de Davi. Esse clamor, repetido em Mateus 20.31, mostra o discernimento espiritual desses homens.

Índice: Mateus 1 Mateus 2 Mateus 3 Mateus 4 Mateus 5 Mateus 6 Mateus 7 Mateus 8 Mateus 9 Mateus 10 Mateus 11 Mateus 12 Mateus 13 Mateus 14 Mateus 15 Mateus 16 Mateus 17 Mateus 18 Mateus 19 Mateus 20 Mateus 21 Mateus 22 Mateus 23 Mateus 24 Mateus 25 Mateus 26 Mateus 27 Mateus 28